Repositório Digital

A- A A+

Topodinâmica da variação do português gaúcho em áreas de contato intervarietal no Mato Grosso

.

Topodinâmica da variação do português gaúcho em áreas de contato intervarietal no Mato Grosso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Topodinâmica da variação do português gaúcho em áreas de contato intervarietal no Mato Grosso
Autor Figueiredo, Carla Regina de Souza
Orientador Altenhofen, Cleo Vilson
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Contato lingüístico
Língua portuguesa
Mato Grosso
Migração
[en] Gauchos migrants
[en] Intervariety language contact
[en] Migration
[en] North of Mato Grosso
[en] Portuguese
[en] Regional varieties of Portuguese
[en] Variety of the Rio Grande Portuguese
Resumo No Brasil, como no resto do mundo, o estudo de variedades diatópicas da língua tradicionalmente se pautou em pesquisas topostáticas, em que se privilegiou a fala de indivíduos nascidos e criados na localidade, portanto falantes de uma variedade mais conservadora e reveladora de um estágio “anterior, original” da língua. A combinação de critérios como o processo de povoamento, a antiguidade e o grau de isolamento de um lugar em relação a outros mais dinâmicos para determinar os pontos de observação de estudos desta natureza, tornou-se assim uma prática dominante. Contrariamente, o estudo de comunidades “jovens”, de formação recente, moldadas pelo fluxo migratório da população e, deste modo, locus de contatos linguísticos variados (entre línguas distintas e/ou entre variedades de uma mesma língua), parecem ter sido ignoradas pela pesquisa, durante muito tempo. O norte do Mato Grosso, onde se desenvolve esta tese, é um exemplo dessa tendência da pesquisa, daí a escolha do tema, a Topodinâmica da variação do português gaúcho em áreas de contato intervarietal no Mato Grosso, buscar preencher essa lacuna. São objetivos deste estudo 1) descrever o comportamento linguístico de migrantes gaúchos e de seus descendentes em contato com outras variedades regionais da língua portuguesa, a fim de 2) averiguar em que medida as relações sócio-econômico-culturais implicaram a manutenção, variação ou mudança de marcas linguísticas da variedade do português rio-grandense desses migrantes. Para tanto, correlacionaram-se diferentes dimensões de análise, em especial as dimensões diatópica, diageracional, diastrática, diassexual, diafásica, diarreferencial e contatual. O estudo desenvolveu-se em três localidades de pesquisa caracterizadas fundamentalmente pela topodinâmica da língua e dos falantes: Porto dos Gaúchos (MT01), Sinop (MT02) e Sorriso (MT03). Estes pontos configuram-se em uma extensão do processo histórico de ocupação do Oeste de Santa Catarina e Sudoeste do Paraná, como atestam Schaefer (1985) e Souza (2008). Criados entre as décadas de 1950 e 1980, esses lugares foram colonizados a partir da implementação de Empresas Privadas responsáveis por estabelecer núcleos urbanos com condições básicas que assegurassem tanto o desenvolvimento econômico do “Novo Eldorado” quanto a acolhida dos migrantes provenientes, sobretudo, da região Sul do Brasil. Em certo sentido, o perfil sócio-cultural dos colonos migrantes dessa área coincidiu com o dos informantes do Atlas Linguístico-Etnográfico da Região Sul do Brasil (ALERS). Pode-se, por isso, hipotetizar que a fala registrada pelo ALERS se aproxima da fala dos migrantes sulistas pioneiros estabelecidos nesses pontos. Sendo assim, os dados do ALERS constituem uma base de comparação importante da topodinâmica do português falado na matriz de origem e na área de chegada, no norte do Mato Grosso. Na elaboração do questionário aplicado na pesquisa de campo desta tese foram utilizadas, em grande parte, perguntas feitas pelo ALERS. A seleção de informantes considerou as dimensões diassexual (masculino vs. feminino), diastrática (Ca - alfabetizados com até o ensino médio completo vs. Cb - com nível superior) e diageracional (GI - jovens de 18 a 36 anos vs. GII - idosos acima de 50 anos). Já a constituição do corpus, um conjunto de variáveis linguísticas em diferentes níveis (fonético-fonológicos, semântico-lexicais e morfossintáticos) correlacionadas com dimensões extralinguísticas (dados sociológicos referentes aos informantes e às localidades) e a análise se pautou em princípios teórico-metodológicos da geolinguística pluridimensional e contatual e de outras disciplinas afins, como a sociologia da linguagem. A apreciação dos dados aponta diferentes fatores para a manutenção da variedade linguística inventariada no Sul do Brasil, tais como: o papel socioeconômico dos sulistas na região norte mato-grossense, a transmissão entre gerações dessa variedade, os recursos midiáticos e a gênese da criação histórica de cada localidade pesquisada. A covariação entre as formas [+RS] e as [-RS] são mais evidentes no nível lexical, enquanto os casos de mudança se manifestam, sobretudo, na fala dos informantes jovens no nível fonético.
Abstract In Brazil, as in the rest of the world, the study of diatopics varieties of language traditionally was based on topostatics research, which have privileged the speech of people born and raised in some locallity, so speakers of a more conservative and revealing variety of a stage "previous, original " of language. The combination of criteria as the settlement process, the age and the degree of isolation of a place in relation to others more dynamic to determine the points of observational studies of this nature, become a dominant practice. In contrast, the study of "young" communities, recently formed, shaped by migration of the population and thus locus of varied linguistic contact (between different languages and / or between varieties of the same language) seem to have been ignored by search for a long time. The northern Mato Grosso, where it develops this thesis, one example of this trend research, hence the choice of subject, the Topodinamics of gaúcho Portuguese on intervarietal contact areas at Mato Grosso), seek to fill this gap. The objectives of this study are 1) to describe the linguistic behavior of gauchos migrants and their descendants in contact with other regional varieties of the Portuguese language in order to 2) determine how much the social, economic and cultural relations involved in the maintenance, variation or change of language marks of the variety of Portuguese Rio-Grandense's migrants. Therefore, correlated analysis in different dimensions, especially the diatopic, diagenerational, diastratic, diasexual, diaphasic, diareferential and contactual. The study was developed in three research locations fundamentally characterized by topodinamics from language and speakers: Porto dos Gauchos (MT01), Sinop (MT02) and Sorriso (MT03). These points were configured as extension of the historical process of occupation of the West of Santa Catarina and Paraná Southwest, as evidenced by Schaefer (1985) and Souza (2008). Created between the 1950s and 1980s, these places were colonized from the implementation of Private Companies responsible for establishing urban centers with basic conditions that would ensure both the economic development of the "New Eldorado" as the reception of migrants coming mainly from the region southern of Brazil. In some sense, the socio-cultural profile of migrant settlers of this area coincided with the informants og Language-Ethnographic Atlas of Southern Brazil (ALERS). We can therefore hypothesize that speech recorded by ALERS approaches the speech of southern migrants pioneers set out in those points. Thus, the ALERS data are an important basis of comparison of topodinamics of spoken Portugueses in the source array and arrival area in northern Mato Grosso. In preparing the questionnaire applied in the field research of this thesis, were used largely, questions asked by ALERS. The choice of informants has considered the diassexual dimensions (male vs. female), diastratic (Ca - literate up to complete high school vs. Cb - with higher education) and diagenerational (GI – young people from 18-36 years vs. GII - elderly above 50 years). The corpus formation has considered a set of linguistic variables at different levels (phonetic-phonological, lexical-semantic and morphosyntactic) correlated to extra-linguistic dimensions (sociological data related to informants and locations) and was analyzed from the theoretical and methodological principles of pluridimensional geolinguistics and contactual and other related disciplines such as sociology of language. The data assessment points out different factors for the linguistic diversity maintenance inventoried in southern region of Brazil, such as the socioeconomic role of southerners in the north of Mato Grosso, the intergenerational transmission of this variety, the media resources and the genesis of historical creation of each studied area. The covariance between the "gaucho" and "non-gaucho" forms are more evident on the lexical degree, while cases of change are manifested primarily in the speech of young informants in phonetic and morphosyntactic degrees.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/114436
Arquivos Descrição Formato
000953700.pdf (7.625Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.