Repositório Digital

A- A A+

Evaluation of optical density of bone defects filled with calcium phosphate cement and bioactive glass in rats

.

Evaluation of optical density of bone defects filled with calcium phosphate cement and bioactive glass in rats

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Evaluation of optical density of bone defects filled with calcium phosphate cement and bioactive glass in rats
Outro título Avaliação da densidade óptica de cavidades ósseas preenchidas com cimento de fosfato de cálcio e vidro bioativo em ratos
Autor Biancon Filho, Luiz Alberto
Primo, Bruno Tochetto
Gassen, Humberto Thomazi
Fontanella, Vania Regina Camargo
Silva Júnior, Aurelício Novaes
Abstract Purpose: To evaluate new bone formation, by the analysis of optical density, in rat femoral defects filled with calcium phosphate cement (CPC) and bioactive glass (BG). Methods: Twenty-one rats were divided into three groups, Group I (CPC), Group II (BG), and Group III (control), and assessed after 7, 15, and 30 days. Three bone cavities were made in the left femur and filled with CPC, BG, and no material (control). Digital images were obtained and the results were subjected to statistical analysis of variance (ANOVA), complemented by the Friedman and Kruskal-Wallis nonparametric tests, with a significance level of 5%. Results: Regarding optical density, Group I showed statistical values significantly higher than Group III and also higher, although not statistically significant, than Group II, in all observation periods. When Groups II and III were compared, Group II showed higher optical density values, without statistically significant differences, in all periods. Conclusion: The biomaterials analyzed showed higher optical density in relation to the control group in all observation periods, calcium phosphate cement being the best option in the repair of bone defects, but without statistically significant differences in relation to bioactive glass.
Resumo Objetivo: Avaliar a neoformação óssea, por meio da análise de densidade óptica, em cavidades em ratos preenchidas com cimento de fosfato de cálcio (CFC) e vidro bioativo (VB). Métodos: Utilizou-se 21 ratos distribuídos em três grupos, sendo Grupo I (CFC), Grupo II (VB) e Grupo III (controle) avaliados em 07, 15 e 30 dias. Foram realizadas três cavidades, junto ao fêmur esquerdo e preenchidas com CFC, VB e sem material (controle). Realizaram-se radiografias digitais e os resultados foram submetidos à análise estatística de variância (ANOVA), complementada através dos testes não-paramétricos de Friedman e Kruskal-Wallis, com níveis de significância de 5%. Resultados: Comparando a densidade óptica o Grupo I apresentou valores estatísticos significativamente maiores que o Grupo III, e também apresenta valores maiores, sem diferença estatística significativa, em todos os períodos, quando comparado ao Grupo II. Quando comparamos o Grupo II com o Grupo III, o Grupo II apresenta valores maiores de densidade óptica, sem diferença estatística significativa, em todos os períodos. Conclusão: Observou-se maior densidade óptica dos biomateriais em relação ao grupo controle em todos os períodos avaliados, sendo o cimento de fosfato de cálcio a melhor opção para restauração de cavidades ósseas, porém sem diferenças estatisticamente significantes em relação ao vidro bioativo.
Contido em Acta cirúrgica brasileira. São Paulo. Vol. 26, no. 1 (Jan./Feb. 2011), p. 2-6
Assunto Materiais biocompativeis
Materiais odontologicos
Regeneração óssea
[en] Biocompatible Materials
[en] Bone Regeneration
[en] Bone Substitutes
[en] Bone Transplantation
[en] Rats
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/115708
Arquivos Descrição Formato
000952274.pdf (861.0Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.