Repositório Digital

A- A A+

Análise de um corpus de produção escrita em português por crianças e adultos indígenas bilíngues/monolíngues de Dourados/MS a partir da linguistíca de corpus

.

Análise de um corpus de produção escrita em português por crianças e adultos indígenas bilíngues/monolíngues de Dourados/MS a partir da linguistíca de corpus

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de um corpus de produção escrita em português por crianças e adultos indígenas bilíngues/monolíngues de Dourados/MS a partir da linguistíca de corpus
Autor Espindola, Sandra
Orientador Finger, Ingrid
Co-orientador Sarmento, Simone
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Educação indígena
Ensino e aprendizagem
Escrita
Língua portuguesa
Produção textual
[en] Corpus linguistics
[en] Language education
[en] Teaching indigenous
Resumo Com a finalidade de entender a origem das dificuldades apresentadas por crianças e adultos indígenas na produção de textos em português, surgiu a presente investigação. a partir da Linguística de Corpus. Para tanto, foi construído um corpus de 483 textos de crianças e 349 textos de adultos escritos em língua portuguesaproduzidos por crianças e adultos indígenas e não indígenas. A amostra do grupo das crianças contou um total de 175 crianças, sendo 111 indígenas (71 bilíngues Guarani/Kaiowá e 40 Terena monolíngues) e 64 não indígenas, falantes monolíngues de português, alunos do 4º e do 5º ano do Ensino Fundamental. O grupo de adultos foi formado por um total de 118 adultos, sendo 74 indígenas (36 bilíngues Guarani/Kaiowá e 38 Terena monolíngues) e 44 não indígenas, falantes monolíngues de português, do1o e do último ano do Ensino Superior. Os objetivos específicos da pesquisa foram: (a) verificar se existem diferenças entre o tipo de dificuldades reveladas pelos indígenas monolíngues e bilíngues de diferentes etnias – Kaiowá/Guarani e Terena – em comparação com os monolíngues não indígenas na produção de textos narrativos em português; (b) na comparação entre os dois grupos etários, crianças e adultos, observar em que medida o caminho percorrido do ensino básico à formação acadêmica interferiu no desenvolvimento da habilidade de escrita de textos; e (c) no caso dos grupos de participantes adultos, investigar se o tempo de permanência no curso de graduação (alunos que estão no primeiro e no quarto ano de curso) interfere no nível de dificuldade na produção de textos. Os dados foram analisados através da ferramenta AntConc, a partir do viés teórico da Linguística de Corpus. A partir dessa proposta de pesquisa espera-se contribuir para que os professores, tanto os que atendem os acadêmicos quanto os que atendem as crianças, compreendam como a escrita desses dois grupos indígenas se estrutura. Essas informações são essenciais para futuras orientações nos trabalhos de leitura e escritas propostos pela escola e pelos cursos universitários que recebem acadêmicos indígenas.
Abstract In order to underste the origin of the difficulties faced by indigenous children e adults in the production of texts in Portuguese, this research emerged, from Corpus Linguistics. To that end, was built a corpus of 483 children e 349 adults texts of texts written in Portuguese produced by children e indigenous e non-indigenous adults.The sample of children group counted a total of 175 children, with 111 indigenous (71 bilingual Guarani / Kaiowá e Terena 40 monolingual) e 64 non-indigenous, monolingual speakers of Portuguese, students of the 4th e 5th year of elementary school.The adult group consisted of a total of 118 adults, with 74 indigenous (36 bilingual Guarani / Kaiowá e Terena 38 monolingual) e 44 non-indigenous, monolingual speakers of Portuguese, the first e last years of higher education.The specific objectives of the research were: (a) determine whether there are differences between the kinds of problems revealed by monolingual e bilingual indigenous ethnic groups - Kaiowá / Guarani e Terena - compared to non-indigenous monolingual in the production of narrative texts in Portuguese;(b) the comparison between the two age groups, children e adults, to observe to what extent the traveled way of basic education to academic interfered in the development of written texts skill;e (c) in the case of adults participating groups, to investigate whether the time spent in the undergraduate course (students who are the first e fourth year of course) interferes with the level of difficulty in producing texts.Data were analyzed by AntConc tool from the theoretical bias of Corpus Linguistics. From this research proposal is expected to contribute to teachers, both those who meet the academic e the attending children, underste how the writing of these two indigenous groups structure.This information is essential for future guidance in reading e written work proposed by schools e university courses receiving indigenous academics.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/115818
Arquivos Descrição Formato
000956323.pdf (1.078Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.