Repositório Digital

A- A A+

O Brasil na candidatura para as Olimpíadas de 2016 : um estudo de soft power

.

O Brasil na candidatura para as Olimpíadas de 2016 : um estudo de soft power

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O Brasil na candidatura para as Olimpíadas de 2016 : um estudo de soft power
Autor Silva, Bruno Vaz da
Orientador Castro, Henrique Carlos de Oliveira de
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto Brasil
Relações internacionais
[en] Brazilian diplomacy
[en] Cultural diplomacy
[en] Olympic games
[en] Soft power
[en] Sports diplomacy
Resumo Na era da Informação a obtenção de poder através da atração mostra-se tão importante para os países no cenário internacional quanto as intervenções militares ou econômicas coercitivas. Faz-se fundamental o estudo deste poder de atração, abordado pela teoria de poder brando de Joseph Nye, para a completa compreensão das relações internacionais. Entre os campos de desenvolvimento desta atração estão os megaeventos esportivos internacionais. Este trabalho se propõe a realizar uma análise entre a postura adotada pelo Brasil na candidatura do Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016 e os discursos promulgados pelo Brasil na Assembleia Geral das Nações Unidas. Desta maneira, faz-se uma abordagem dos pontos em acordo nas duas ocasiões objetivando-se o maior entendimento sobre o exercício do poder brando pelo Brasil. Conclui-se ao final da análise que há várias similaridades entre os discursos e a candidatura, sobretudo no que diz respeito ao Brasil como país pacífico.
Abstract In the information age, obtaining power through attraction is as important to states in the international system as coercive military or economic interventions. It is fundamental to study the power of attraction, embodied in Joseph Nye's soft power theory, to thoroughly understand relations between states. International sport megaevents are present among the fields permeated by that power of attraction. This thesis aims at analyzing the posture adopted by Brazil during Rio de Janeiro's candidacy to the 2016 Summer Olympic Games and the speeches delivered by Brazil at the United Nations General Assembly. This way, similarities between the two stances are analyzed so as to better understand Brazil's exercise of its soft power. This work found several similarities between the speeches and the candidacy, especially on the portrayal of Brazil as a pacific country.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116317
Arquivos Descrição Formato
000956539.pdf (884.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.