Repositório Digital

A- A A+

Rotatividade voluntária no comércio varejista de Porto Alegre : um estudo sobre a interpretação e a utilização de benefícios trabalhistas como ferramenta para efetivar escolhas

.

Rotatividade voluntária no comércio varejista de Porto Alegre : um estudo sobre a interpretação e a utilização de benefícios trabalhistas como ferramenta para efetivar escolhas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Rotatividade voluntária no comércio varejista de Porto Alegre : um estudo sobre a interpretação e a utilização de benefícios trabalhistas como ferramenta para efetivar escolhas
Autor Miranda, Julyane dos Santos
Orientador Mocelin, Daniel Gustavo
Data 2014
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Comércio varejista
Rotatividade de pessoal
Seguro-desemprego
Sociologia do trabalho
Resumo O presente estudo visa analisar a rotatividade voluntária de pessoal no setor do comércio varejista de Porto Alegre, a partir dos funcionários de caixa e de balcão de um pequeno minimercado de bairro. O objetivo é explorar e entender melhor o universo do trabalhador, suas escolhas e decisões para compreender alguns aspectos sobre as diferentes causas dos desligamentos dos postos de trabalho. O estudo mostra que os desligamentos podem estar vinculados a uma rotatividade voluntária, velada ou não, atrelada a questões de ordem pessoal e de pouca identificação com o emprego, mas também aos benefícios financeiros oferecidos a um assalariado que é demitido. Constatou-se que algumas das garantias e benefícios de que dispõem os trabalhadores pode estar desencadeando uma instrumentalização do seguro-desemprego, não apenas considerando que esse mecanismo legal seria capaz de motivar o desligamento, mas que o próprio trabalhador elaboraria uma estratégia com base no seu conhecimento sobre o benefício, efetivando a escolha de forçar seu desligamento, especialmente em setores como o comércio varejista.
Abstract This study analyzes the voluntary turnover of people at the merchant sector in Porto Alegre, taking the case of cashier and balcony employees at a small neighborhood market. The goal is to explore and comprehend the workers’ world (their choices and decisions) in order to understand different aspects that cause terminations. This study shows that terminations can be attached to a sort of voluntary turnover that are hardly admitted, not only because of personal reasons and unhappiness with the employment activities, but also because of financial benefits offered to people who were fired. Here, it was verified that some of these benefits are the possibly reasons for the instrumentalisation of unemployment insurance. One possibility is that this mechanism would incitate terminations and the employees themselves would elaborate strategies based on their knowledge about the insurance: they would “force” their own termination, especially at the merchant sector.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/116608
Arquivos Descrição Formato
000966308.pdf (846.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.