Repositório Digital

A- A A+

Bases teórico-metodológicas para elaboração de um glossário bilíngue (português-inglês) de treinamento de força : subsídios para o tradutor

.

Bases teórico-metodológicas para elaboração de um glossário bilíngue (português-inglês) de treinamento de força : subsídios para o tradutor

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Bases teórico-metodológicas para elaboração de um glossário bilíngue (português-inglês) de treinamento de força : subsídios para o tradutor
Autor Dornelles, Márcia dos Santos
Orientador Finatto, Maria José Bocorny
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Glossário
Lingüística de corpus
Terminografia
Terminologia
Treinamento de força
[en] Bilingual glossary
[en] Communicative theory of terminology
[en] Corpus linguistics
[en] Strength training
[en] Terminography
Resumo O terminógrafo, ao elaborar um produto terminográfico bilíngue para tradutores, deve preocupar-se não só em repertoriar, nas duas línguas, os termos próprios de uma (sub)área do conhecimento, mas também em apresentá-los inseridos em suas combinatórias típicas, ou seja, associados aos elementos que a eles se combinam em nível sintagmático, de forma recorrente nos textos daquela especialidade. Isso porque o tradutor precisa produzir um texto de chegada adequado ao padrão de linguagem em foco, de forma a espelhar o modus dicendi daquele campo. Assim, seu texto soará natural à comunidade de leitores, evitando-se ruídos na comunicação. Diante da falta de produtos terminográficos bilíngues sobre Treinamento de Força (TF), dirigido a tradutores, esta investigação tem como objetivo central apresentar bases teórico-metodológicas para a elaboração de um glossário português-inglês da terminologia do TF. Esse glossário é aqui apresentado como um protótipo, uma amostra de um todo, destinado a auxiliar especialmente tradutores brasileiros que trabalhem na direção português→inglês, mas que pode ser aproveitado também por pesquisadores e estudantes dessa temática que precisem produzir artigos científicos em inglês. Ele inclui guia do usuário, uma árvore de domínio em português do TF, lista de termos em português e 30 exemplares de fichas terminológicas em formato estendido. Outro objetivo do estudo é oferecer uma descrição do comportamento dos termos em português e inglês, e das unidades fraseológicas especializadas (UFE) eventivas (BEVILACQUA, 2003; 2004) em português no âmbito dos artigos científicos sobre TF. Como referencial teórico, valemo-nos dos princípios da Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) e dos fundamentos e diretrizes da Linguística de Corpus (LC). Seguir a TCT (CABRÉ, 1999a; 1999b; 2001a; 2001b; 2003; 2009) implica adotar o termo como objeto central de estudo e concebê-lo, antes de tudo, como uma unidade lexical da língua natural que adquire valor especializado dentro de um contexto especializado, segundo critérios semânticos, discursivos e pragmáticos. Seguir a LC (BIBER, 2012; BERBER SARDINHA, 2004) implica uma visão probabilística da língua, pressupondo que, embora muitos traços linguísticos sejam possíveis teoricamente, não ocorrem com a mesma frequência. Ganham realce no estudo os temas da variação terminológica, da tradução funcional e do artigo científico como gênero especializado. Nosso corpus de estudo é constituído de 70 artigos de periódicos científicos de destaque no âmbito do TF, escritos originalmente em português e inglês. São, portanto, dois subcorpora, um em cada língua, que são comparáveis. Para exploração e análise do corpus, utilizamos o software AntConc (ANTHONY, 2011), especialmente as funcionalidades keyword list, n-grams e concordance. Como material de apoio, utilizamos livros-texto e artigos científicos de referência sobre TF, um glossário particular pré-existente de Educação Física, a Terminologia Anatômica Internacional, o Google Acadêmico, o Wikipédia, entre outros. Também contamos com a colaboração de dois consultores especialistas em TF. A pesquisa contempla, então, uma parte teórica e uma parte aplicada que se inter-relacionam e se inserem na dupla face da Terminologia, visto que há uma descrição de uma linguagem especializada a partir de um dado ponto de vista teórico e o desenho de um produto concreto.
Abstract When designing a bilingual terminographic product for translators, a terminographer must be concerned not only with including, in both languages, the specific terms of a (sub)field of knowledge, but also with presenting these terms within their typical phraseological structures, that is, associated with the elements they combine with syntagmatically and recurrently in the texts of that domain. This is because a translator needs to produce a target text appropriate to the language pattern in focus, so as to reflect the modus dicendi of that specialized field. In this way, the text produced will sound much more natural to the community of readers, thereby avoiding noise in communication. Given the lack of bilingual terminographic products on Strength Training (ST), addressed to translators, the main purpose of this research study is to provide theoretical and methodological foundations for the development of a Portuguese-English glossary of ST terminology. This glossary is presented here as a prototype – a sample of a whole – especially designed to assist Brazilian translators working in the Portuguese to English direction, but it can also be useful for researchers and students of this subject to produce scientific papers in English. It includes a user guide, a domain tree of ST in Portuguese, a list of terms in Portuguese, and 30 sample terminology records in extended format. Another objective of the study is to provide a description of the behavior of terms in Portuguese and English, and of eventive specialized phraseological units (BEVILACQUA, 2003; 2004) in Portuguese on ST scientific articles. As theoretical framework, we based on the principles of the Communicative Theory of Terminology (CTT) and on the foundations and guidelines of Corpus Linguistics (CL). Following CTT (CABRÉ, 1999a; 1999b; 2001a; 2001b; 2003; 2009) implies adopting the term as the central object of study and conceiving it, first of all, as a lexical unit of natural language that acquires specialized value within a specialized context, according to semantic, discursive and pragmatic criteria. Following CL (BIBER, 2012; BERBER SARDINHA, 2004) implies a probabilistic viewpoint of language, assuming that, although many linguistic features are possible theoretically, they do not occur with the same frequency. The topics of terminological variation, functional approach to translation, and the scientific article as a specialized genre are also highlighted in the study. Our corpus consists of 70 articles from leading scientific journals on ST, originally written in Portuguese and English. They are two comparable subcorpora, one in each language. For the exploration and analysis of the corpus, we used the AntConc software (ANTHONY, 2011), especially the tools keyword list, n-grams and concordance. As support material, we used textbooks and reference scientific papers on ST, a pre-existing personal glossary of Physical Education, the International Anatomical Terminology, Google Scholar, Wikipedia, among others. We also had the collaboration of two expert consultants in ST. Therefore, the research embraces a theoretical part and an applied part that interrelate and fall into the double face of Terminology, since there is a description of a specialized language from a given theoretical point of view and the design of a concrete product.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/117567
Arquivos Descrição Formato
000968026.pdf (4.644Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.