Repositório Digital

A- A A+

Eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pela cultura do tomateiro em diferentes ambientes

.

Eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pela cultura do tomateiro em diferentes ambientes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pela cultura do tomateiro em diferentes ambientes
Outro título Use efficiency of photosynthetically active radiation by tomato plants grown in different environments
Autor Radin, Bernadete
Bergamaschi, Homero
Reisser Júnior, Carlos
Barni, Nidio Antonio
Matzenauer, Ronaldo
Didone, Ivo Antonio
Resumo A produção de biomassa pelas culturas está relacionada à quantidade de radiação fotossinteticamente ativa interceptada e absorvida pelas folhas, bem como à eficiência com que estas convertem a energia radiante em energia química, pela fotossíntese. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência de uso da radiação fotossinteticamente ativa pelo tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill.) cultivado em diferentes ambientes. Os experimentos foram realizados em estufa de plástico com e sem tela lateral antiinsetos e fora da estufa, em duas épocas (primavera-verão e verão-outono), no ano agrícola de 1999/2000. Mediu-se a matéria seca aérea e o índice de área foliar ao longo dos dois ciclos, assim como os fluxos de radiação incidente e transmitida. O ambiente em estufa com tela lateral antiinsetos teve menos radiação incidente e maior eficiência de seu uso: 0,44 e 0,60 g de matéria seca mol-1, nas primeira e segunda épocas, respectivamente. No ambiente fora da estufa, com mais radiação incidente, houve menor eficiência de seu uso (0,30 e 0,32 g mol-1), enquanto no ambiente em estufa sem tela lateral antiinsetos, foram obtidos valores intermediários de eficiência de uso da radiação (0,45 e 0,53 g mol-1).
Abstract Crop biomass production is related to the amount of photosynthetically active radiation intercepted and absorbed by the leaves, as well as to their efficiency of conversion of this radiant energy into chemical energy through photosynthesis. The objective of this study was to evaluate the radiation use efficiency by tomato plants (Lycopersicon esculentum Mill.) grown in different environments. Experiments were carried out in plastic-covered greenhouses with and without antiinsects screens and at open air plots, in different growth periods (spring-summer and summer-autumn) during the 1999/2000 crop season. Measurements of dry above-ground biomass and leaf area index throughout both crop cycles were performed, and the incident and transmitted radiation fluxes were registered. The greenhouse with antiinsects screens had less incident radiation, but resulted in higher use efficiency: 0.44 and 0.60 g dry matter mol-1 during the first and second cycles, respectively. Outside the greenhouses, there was a higher amount of incident radiation, however a lower use efficiency (0.30 and 0.32 g mol-1 for the first and second cycles, respectively), while the greenhouse without antiinsects screens had intermediate values (0.45 and 0.53 g mol-1).
Contido em Pesquisa Agropecuaria Brasileira : 1977. Brasilia. Vol. 38, n. 9 (set. 2003), p. 1017-1023
Assunto Cultivo protegido
Estufa
Radiação solar
Tomate
[en] Greenhouses
[en] Lycopersicon esculentum
[en] Protected cultivation
[en] Solar radiation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/119147
Arquivos Descrição Formato
000953207.pdf (91.55Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.