Repositório Digital

A- A A+

Teste da medida da diferença de potencial nasal transepitelial

.

Teste da medida da diferença de potencial nasal transepitelial

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Teste da medida da diferença de potencial nasal transepitelial
Autor Procianoy, Elenara da Fonseca Andrade
Orientador Silva, Fernando Antonio de Abreu e
Data 2014
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Fibrose cística
Mucosa nasal
Transporte de íons
[en] Atypical cystic fibrosis
[en] CFTR
[en] Cystic fibrosis
[en] ENaC
[en] Nasal potential difference
Resumo O teste da diferença de potencial nasal (DPN) é um exame que mede a diferença bioelétrica através do epitélio nasal, a qual resulta do transporte iônico transepitelial dos íons sódio (Na+), pelo canal ENaC (Epitelial Na+ Channel), e cloro (Cl-), pelo canal CFTR(Cystic Fibrosis Transmembrane Conductance Regulator). DPN tem sido utilizada como teste de auxilio diagnóstico em doenças associadas à disfunção do CFTR, como a Fibrose Cística (FC). FC é uma doença genética autossômica recessiva causada por mutações que afetam o funcionamento do canal CFTR (e secundariamente do ENaC) e levam a manifestações em diversos órgãos. Normalmente a dosagem de cloro no suor acima de 60 mEq/L ou a identificação de mutações nos dois alelos confirmam diagnóstico de FC. Porém, existem casos atípicos com exames considerados inconclusivos onde as características eletrofisiológicas decorrentes da disfunção do CFTR devem ser demonstradas para estabelecimento do diagnóstico. A identificação correta destes casos é importante para instituição do tratamento adequado e definição do prognóstico. O objetivo principal deste trabalho foi padronizar a técnica da DPN para sua futura aplicação como ferramenta diagnóstica através da determinação dos seus valores de referência, de sensibilidade, de especificidade e de concordância entre os resultados das duas narinas. Secundariamente, objetivamos analisar as relações entre a presença de função residual do CFTRe a concentração de cloro no suor, fenótipo pancreático, presença de Pseudomonas aeruginosa, função pulmonar e genótipo na amostra de pacientes comFC. Foi realizado um estudo transversal com realização da DPN em um grupo de pacientes com FC (n=29, idade:15±6 anos) e dois grupos controle: não=FC (n=19, idade: 15 ± 10 anos) e sadios (n=19, idade: 17 ± 8 anos). Os resultados demonstraram que os valores da DPN são significativamente diferentes no grupo FC (FC: DPNmax: -34 ± 9mV, Δamil: -20 ± 9mV, ΔCl: 4 ± 5mV, Δamilo-iso: -19 ± 9 mV e indiceDPN: 0.85 ± 0.23; não-FC:DPNmax: -14 ± 5mV, Δamil: -6 ± 3mV, ΔCl: 17 ± 9mV, Δamilo-iso: -1 ± 4 mV e indiceDPN: 0.11 ± 0.11) e sadios: DPNmax: -15 ± 4mV, Δamil: -6 ± 3mV, ΔCl: 11 ± 7mV, Δamilo-iso: -2 ± 4 mV e indiceDPN: 0.20±0.14),com sensibilidade e especificidade de 95-96% e concordância de resultado entre as duas narinas maior para a DPNmax (r=0,934). A função residual da CFTR não mostrou relação com nenhum dos parâmetros fenotípicos avaliados. Somente mostrou relação com a gravidade do genótipo. Entretanto, foi observada relação entre os parâmetros que avaliam a hiperfunção do ENaC existente na FC e o fenótipo. Concluímos com este trabalho que foi possível reproduzir e padronizar esta técnica da DPN e demonstrar que o fenótipo da FC está mais relacionado à alteração do transporte do íon sódio através do ENaC do que à presença de função residual da CFTR.
Abstract Nasal potential difference test (NPD) is a test that measures the bioelectrical difference across the nasal epithelium, which results from transepithelial ion transport of sodium (Na+), by ENaC channels (Epitelial Na+ Channel) and chloride (Cl-), by CFTR (Cystic Fibrosis Transmembrane Conductance Regulator).NPD has been used as a diagnostic tool in CFTR related disorders, such as Cystic Fibrosis (CF). CF is an autosomal recessive genetic disease caused by mutations that affect the function of the CFTR channel (andsecondarily of the EnaC)and lead to manifestations in various organs. Normally sweat chloride concentration > 60 mEq / L and identification of two CFTR mutations confirm the CF diagnosis. However there are atypical cases with inconclusive sweat chloride or genetic where the electrophysiological characteristics induced by CFTR dysfunction has to be demonstrated for diagnosis. The correct identification of these cases is important for institution of appropriate treatment and definition of prognosis. The objective of this study was to standardize the NPD for its future application as a diagnostic tool through the determination of reference values, sensibility and specificity and agreement of the results between both examined nostrils. Secondarily, we analyzed the relations between residual CFTR function and sweat chloride concentration, pancreatic phenotype, Pseudomonas aeruginosa positivity, pulmonary function and genotype in the sample of CF patients. It was a transversal study where the NPD was measured in a group of CF patients (n = 29, age: 15 ± 6 years) and two control groups: non-CF (n = 19, age: 15 ± 10 years) and healthy (n = 19, age: 17 ± 8 years). The results showed that NPD was significantly different in CF (NPDmax: -34 ± 9mV, Δamil: -20 ± 9mV, ΔCl: 4 ± 5mV, Δamilo-iso: -19 ± 9 mV e NPDindex: 0.85 ± 0.23; non-CF: NPDmax: -14 ± 5mV, Δamil: -6 ± 3mV, ΔCl: 17 ± 9mV, Δamilo-iso: -1 ± 4 mV and NPDindex: 0.11 ± 0.11) and healthy: NPDmax: -15 ± 4mV, Δamil: -6 ± 3mV, ΔCl: 11 ± 7mV, Δamilo-iso: -2 ± 4 mV and NPDindex: 0.20±0.14) with sensibility and specificity of 95-96% and agreement between both nostrils greater for NPDmax (r=0.934). The residual CFTR function did not show relation with all phenotypic parameters evaluated. It just showed relation with genotype severity. Indeed it was observed a relation between the parameters that assess the ENaC hyperfunction that occurs in CF and the phenotype. We concluded with this study that was possible to reproduce and to standardize the NPD and to demonstrate that the phenotype is more related to sodium transport alterations through ENaC than to the presence of residual CFTR function.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/119421
Arquivos Descrição Formato
000970657.pdf (948.2Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.