Repositório Digital

A- A A+

Desconstrução e identidade : o caminho da diferença

.

Desconstrução e identidade : o caminho da diferença

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desconstrução e identidade : o caminho da diferença
Autor Prikladnicki, Fábio
Orientador Schmidt, Rita Terezinha
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Bhabha, Homi K
Derrida, Jacques, 1930-2004
Desconstrucionismo
Identidade (Filosofia)
Identidade e diferença
Leitura crítica
Literatura comparada
Produção textual
Relação de gênero
Spivak, Gayatri
Texto literário
[en] Criticism
[en] Deconstruction
[en] Identity
Resumo Por meio de uma investigação que incide sobre as práticas críticas, o trabalho apresenta uma elaboração sobre o potencial político da desconstrução para uma leitura de textos literários comprometida com reivindicações identitárias feitas às margens dos discursos hegemônicos. O gesto desconstrutivo, como proposto pelo pensador franco-argelino Jacques Derrida, desafia a estabilidade de categorias que fundamentam estes discursos, tais como “essência”, “natureza”, “origem” e outros nomes metafísicos que envolvem a idéia de identidade a si, demonstrando, desta forma, que toda estrutura é atravessada por uma falta constitutiva. Sugerindo uma noção de identidade enquanto diferença, o trabalho examina estratégias gerais da desconstrução e propõe uma análise de suas apropriações nos esforços teórico-críticos dos autores indianos Gayatri Spivak e Homi Bhabha no que diz respeito à leitura de produções textuais que articulam questões de gênero e diferença sexual e de nação e diferença cultural respectivamente.
Abstract By way of investigating critical practices, this work deploys an elaboration on the political potential of deconstruction aimed at a reading of literary texts committed to identity claims from the margins of hegemonic discourses. The deconstructive gesture, as proposed by French-Algerian thinker Jacques Derrida, challenges the stability of categories that ground these discourses, such as “essence”, “nature”, “origin”, and other metaphysical names which involve the idea of identity to itself, demonstrating, thus, that every structure is crossed by a constitutive lack. In suggesting a notion of identity as difference, this work examines general strategies of deconstruction and proposes an analysis of its appropriations by the theoreticcritical efforts of Indian authors Gayatri Spivak and Homi Bhabha in the reading of textual productions that articulate questions of gender and sexual difference, and of nation and cultural difference respectively.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12097
Arquivos Descrição Formato
000618948.pdf (421.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.