Repositório Digital

A- A A+

Análise de coocorrência de palavras na pesquisa brasileira em HIV/AIDS indexada na Web of Science no período 1993-2013

.

Análise de coocorrência de palavras na pesquisa brasileira em HIV/AIDS indexada na Web of Science no período 1993-2013

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de coocorrência de palavras na pesquisa brasileira em HIV/AIDS indexada na Web of Science no período 1993-2013
Autor Santos, Rafael Antunes dos
Orientador Caregnato, Sonia Elisa
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Bibliometria
Comunicação científica
Produção científica
[en] Bibliometrics
[en] Co-word analysis
[en] HIV/Aids
[en] Scientific communication
[en] Zipf’s law
Resumo A pesquisa apresenta um estudo exploratório sobre a produção científica brasileira em HIV/Aids indexada na Web of Science no período 1993-2013. O estudo analisa, com base em indicadores bibliométricos de coocorrência de palavras-chave, a dimensão cognitiva da pesquisa brasileira em HIV/Aids a partir das informações obtidas no campo de metadados Descriptor (DE) dos 1798 artigos recuperados. A pesquisa procura ampliar o conhecimento das dimensões relativas às temáticas de pesquisa em HIV/Aids no cenário brasileiro, mas também demonstra o potencial dos procedimentos da análise de coocorrência de palavras. No referencial teórico apresenta aspectos gerais da comunicação científica, da bibliometria e da coocorrência de palavras. Os resultados de coocorrência ainda são amparados por um diagnóstico breve com uso de indicadores de atividade científica: produção ao longo dos anos, idiomas, periódicos científicos, áreas de pesquisa e instituições. Obteve medidas de frequência (lei de Zipf), de similaridade (cosseno de Salton), de densidade e de centralidade (Eigenvector) e identifica os principais cluster dos conjuntos textuais dos agrupamentos definidos na análise: 1993-1997, 1998-2001, 2002-2005, 2006-2009 e 2010-2013, com uso dos softwares Bibexcel, Excel, Hermetic Word Frequency Counter, Ucinet, NetDraw, VOSViewer, Google Analyzed e Google Refine. A pesquisa brasileira em HIV/Aids apresenta indícios de crescimento exponencial, com aumento das taxas de crescimento em todos os agrupamentos temporais. Descobriu-se que os periódicos líderes em publicações foram essencialmente os brasileiros da área da saúde e/ou internacionais especializados em HIV/Aids. O idioma preferido nas comunicações é a língua inglesa. As áreas de pesquisa predominantes foram “Doenças Infecciosas”, “Saúde Pública”, “Imunologia”, “Medicina Tropical” e “Virologia”, de um espectro multidisciplinar de 82 áreas distintas. As instituições de pesquisa mais prolíficas foram USP, Fiocruz e UFRJ num quadro de 470 instituições brasileiras (maioria públicas) e 717 estrangeiras, de 80 países (maioria norte-americana), aspecto indicativo da colaboração nacional e internacional da pesquisa brasileira em HIV/Aids. A análise de coocorrência de palavras utilizou 77% do resultado da busca, ou seja 1392 documentos divididos nos cinco agrupamentos temporais. Todos os agrupamentos de palavras-chave apresentaram evidências do ajustamento da frequência à lei de Zipf e sinalizaram que os autores dos artigos ampliaram o léxico do campo do HIV/Aids no decorrer dos períodos. Embora a visualização da densidade do léxico e a formação dos cluster demonstrem a diversidade de palavras-chave contidas na pesquisa, se observou uma acentuada centralidade às palavras de natureza óbvia, já que também foram expressões adotadas na estratégia de busca “Aids”; “HIV”; “HIV/Aids”; “Acquired immunodeficiency syndrome”; “Human immunodeficiency virus” e “Brazil”. Os resultados mais significativos puderam ser visualizados com a exclusão destas palavras na formação dos grafos. A pesquisa identificou as palavras-chave do núcleo básico do campo do HIV/Aids em cada período, a partir da definição de uma ocorrência mínima nos agrupamentos. O mainstream de palavraschave é definido pela similaridade dos pares de palavras associadas ao longo do tempo: “Adolescents”; “Antiretroviral therapy”; “Epidemiology”; “Haart”; “Highly active antiretroviral therapy”; “HIV infection”; “HIV infections”; “HIV-1”; “Mortality”; “Opportunistic infections”; “Prevention”; “Prevention & control”; “Socioeconomic factors”; “Tuberculosis”; e “Women”, além das expressões óbvias. O estudo conclui que as palavraschave usadas por autores podem demonstrar aspectos da evolução de uma área de pesquisa, assim como foi observado na pesquisa brasileira em HIV/Aids do período 1993-2013.
Abstract The research presents an exploratory study of the Brazilian scientific production on HIV/Aids indexed in Web of Science in the period 1993-2013. The study analyzes based on bibliometric indicators of co-occurrence of keywords, the cognitive dimension of brazilian research on HIV/Aids from the information obtained in the field of metadata Descriptor (DE) of the 1798 articles retrieved. The research seeks to expand knowledge of the dimensions relating to the themes of research on HIV/Aids in the brazilian scenario, but also demonstrates the potential of co-word analysis procedures. The theoretical framework presents general aspects of science communication, bibliometrics and co-word analysis. The results of co-occurrence are still supported by a brief diagnosis through the use of scientific activity indicators: production over the years, languages, scientific journals, research areas and institutions. Obtained frequency measures (Law of Zipf), similarity (Salton’s cocine), density and centrality (Eigenvector) and identifies the main cluster of textual sets of clusters defined in the analysis: 1993-1997, 1998-2001, 2002- 2005, 2006-2009 and 2010-2013, using the softwares Bibexcel, Excel, Hermetic Word Frequency Counter, Ucinet, NetDraw, VOSViewer, Analyzed Google and Google Refine. The brazilian research in HIV/Aids presents evidence of exponential growth, with increased growth rates at all time groupings. It turned out that the periodic leading publications were mainly brazilians of health and/or international specialize in HIV/Aids. The preferred language in communication is English. Predominant research areas were the "Infectious Diseases", "Public Health", "Immunology", "Tropical Medicine" and "Virology", a multidisciplinary spectrum of 82 different areas. The most prolific research institutions were USP, UFRJ and Fiocruz in a table of 470 brazilian institutions (majority public) and 717 foreign, from 80 countries (US majority), indicative aspect of national and international collaboration of brazilian research on HIV/Aids. The co-word analysis used 77% of the search result, namely 1392 documents divided into five time groups. All keyword groupings showed evidence of frequency adjustment to Zipf's law and signaled that the authors of the articles expanded the lexicon of the field of HIV/Aids over the periods. While viewing the density of the lexicon and the formation of the cluster show the diversity of keywords contained in the survey, there was a marked centrality to the words of obviousness, since they were also expressions adopted in the search strategy "Aids"; "HIV"; " HIV/Aids"; "Acquired immunodeficiency syndrome"; "Human immunodeficiency virus" and "Brazil". The most significant results could be viewed with the exclusion of these words in the formation of graphs. The research identified the key words of the basic core of the field of HIV/Aids in each period, from the definition of a minimum occurrence in clusters. The mainstream keyword is defined by the similarity of pairs of words associated over time, "Adolescents"; "Antiretroviral therapy"; "Epidemiology"; "Haart"; "Highly active antiretroviral therapy"; "HIV infection"; "HIV infections"; "HIV-1"; "Mortality"; "Opportunistic infections"; "Prevention"; "Prevention & Control"; "Socioeconomic factors"; "Tuberculosis"; and "Women", besides the obvious expressions. The study concludes that the keywords used by authors can demonstrate aspects of the evolution of an area of research, as was seen in the brazilian research on HIV/Aids for the period 1993-2013.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/122180
Arquivos Descrição Formato
000971529.pdf (61.21Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.