Repositório Digital

A- A A+

O impacto das mudanças sociais na ação pedagógica dos docentes de educação física da rede municipal de ensino de Porto Alegre: implantação e implementação do projeto Escola Cidadã

.

O impacto das mudanças sociais na ação pedagógica dos docentes de educação física da rede municipal de ensino de Porto Alegre: implantação e implementação do projeto Escola Cidadã

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O impacto das mudanças sociais na ação pedagógica dos docentes de educação física da rede municipal de ensino de Porto Alegre: implantação e implementação do projeto Escola Cidadã
Autor Diehl, Vera Regina Oliveira
Orientador Molina Neto, Vicente
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Educação física : Função social
Educação física escolar
Ensino
Pedagogia
Professor
[en] Cycles of formation
[en] Fundamental teaching
[en] Pedagogical action
[en] Physical education
[en] Social changes
Resumo Este estudo trata do impacto das mudanças histórico-sociais na ação pedagógica dos/as docentes de Educação Física e um de seus principais objetivos é compreender como tais mudanças interferem na ação pedagógica dos/as docentes de Educação Física no contexto escolar em ciclos de formação. Mudança social e ação pedagógica, objetos de análise do estudo, são compreendidas a partir da perspectiva do materialismo dialético. Compreender o objeto de estudo a essa luz significa entender que a pesquisa deve partir do sujeito concreto e histórico, em suas ações práticas, ou seja, da ação pedagógica dos docentes de Educação Física em seu cotidiano e em sua relação com as mudanças que se verificam atualmente na sociedade. As informações foram obtidas através das observações registradas no diário de campo, ou extraídas das narrativas escritas, dos documentos analisados e das entrevistas semi-estruturadas realizadas durante o trabalho de campo em duas escolas da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. A organização dos espaços-tempos, visando a respeitar os tempos e os ritmos diferenciados de desenvolvimento e aprendizagem dos/as estudantes; a inclusão e permanência na escola dos/as estudantes provenientes das classes populares; igualdade do tempo/horas aulas semanais entre as diferentes áreas do conhecimento; o trabalho coletivo e reuniões pedagógicas semanais são algumas das mudanças que a maioria dos/as docentes de Educação Física destacaram como significativas do Projeto Escola Cidadã implantado na RME/POA. O modo de organização familiar, assim como as modificações no papel socializador da família e da escola e as novas tecnologias de informação e de comunicação no cotidiano das pessoas e o fluxo migratório das comunidades, onde se situam as escolas pesquisadas, são entendidas pelos/as docentes como decorrentes das mudanças quem vêm ocorrendo na sociedade contemporânea e que acabam interferindo, direta ou indiretamente, na organização do cotidiano pedagógico das escolas. O fluxo de migração, mais especificamente o deslocamento interno de pessoas entre as diferentes regiões da cidade de Porto Alegre, tem sido, na perspectiva dos/as docentes de Educação Física, um dos aspectos que vem interferindo intensamente em sua ação pedagógica e na organização do cotidiano pedagógico da escola. O deslocamento das famílias entre as diferentes regiões da cidade pode estar interferindo na relação Escola-Comunidade, bem como provocando mudanças nas relações interpessoais, tanto entre as pessoas da comunidade como entre os/as estudantes. Do mesmo modo, esse contínuo movimento migratório pode ser considerado como um dos aspectos que tem dificultado concretizar a proposta de participação no processo democrático das escolas, além de dificultar as turmas de se constituírem como grupo. Portanto, é possível pensar que esse movimento migratório das famílias é um dos aspectos que tem interferido na organização do cotidiano pedagógica das escolas, desafiando os/as docentes de Educação Física para a necessidade de mudanças em suas ações pedagógicas.
Abstract This study is about the impact of the historical-social changes in the Physical Education teachers’ pedagogical actions and one of its main goals is to understand how these changes interfere in the physical education teachers' pedagogical action in the school context in formation cycles. Social changes and pedagogical action, which are objects of analysis of the study, are seen through the dialectic materialism perspective. Understanding the study object under such perspective means that this research had to be started at the concrete and historical subject, in his/her practical actions. In other words, at the physical education teachers' pedagogical action in their daily lives and, as well as their relationship with the changes that are currently verified in the society. The information was gotten from the observations that had been registered in the field diary, or that had been extracted from the written narratives, from the analyzed documents and from the semi-structured interviews accomplished during the field work in two schools of the Municipal Net of Schools of Porto Alegre. The space-time organization, seeking to respect student’s different time and rhythm of development and learning; poor-class student’s inclusion and staying at school; equality of the time (hours of class a week) among the different knowledge areas; the collective work and weekly pedagogic meetings are some of the changes that most physical education teachers highlighted as significant at “Projeto Escola Cidadã”, carried out at the in RME/POA. The way families are organized, as well as the changes in the socializing role of the family and the school and the new information and communication technologies in the every-day of people and the communities' migratory flow, where the researched schools are located, are understood, by the teachers, as a consequence of contemporary society changes that end up interfering, direct or indirectly, in the pedagogical organization of schools. The migration flow, more specifically people's internal migration from and to the different areas of Porto Alegre city, has been, in the physical education teachers’ view, one of the aspects that has been interfering intensely in their pedagogical action and in the organization of the pedagogical every-day of the school. The migration of families from and to the different areas of the city may be interfering in the relationship between school and community, as well as causing interpersonal relationship changes, not just among the community's people, but students as well. At the same way, that continuous migratory movement can be considered as one of the aspects that has made it difficult to realize the participation proposal in the democratic process of the schools, besides making it difficult for the groups to see each other as a group. Therefore, it is possible to think that this migratory movement of families is one of the aspects that has been interfering in the organization of the pedagogical every-day of schools, and physical education teachers’, perceiving they need to change their pedagogical actions, are challenged.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12411
Arquivos Descrição Formato
000626562.pdf (1.618Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.