Repositório Digital

A- A A+

Implantação da ferramenta análise dos modos de falha em uma unidade de hemodiálise

.

Implantação da ferramenta análise dos modos de falha em uma unidade de hemodiálise

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implantação da ferramenta análise dos modos de falha em uma unidade de hemodiálise
Autor Malta, Michele Santos
Orientador Gonçalves, Luiz Felipe Santos
Data 2014
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Diálise renal
Gestão da qualidade
Medição de risco
Segurança
Unidades hospitalares de hemodiálise
[en] Adverse events e failure mode
[en] Effects analysis
[en] Hemodialysis
[en] Quality in healthcare
[en] Safety
Resumo Introdução: A busca pela qualidade e segurança é uma preocupação de instituições de saúde. A análise de risco é um dos caminhos para a melhoria da qualidade e minimização de eventos adversos nas organizações de saúde. A sessão de hemodiálise é um processo complexo e por esta característica pode estar submetida a uma alta incidência de erros, lapsos e falhas. Por isto, a preocupação com a segurança dos pacientes em diálise e conhecimento dos riscos a que estão suscetíveis é de extrema importância para o resultado e o sucesso do tratamento. Os Modos de Falha e Análise de Efeitos (FMEA) é uma ferramenta de análise prospectiva amplamente utilizada na engenharia industrial que tem sido aplicada em algumas instituições de saúde. Além disso, instituições acreditadoras sugerem que as revisões anuais sejam realizadas para a prevenção ativa de riscos em instituições hospitalares. Esta ferramenta pode ser usada para identificar possíveis falhas de sistemas ou processos, mesmo antes que eles aconteçam. Compreendendo a magnitude do problema e sua relevância, optamos por aplicar esta avaliação em uma unidade de hemodiálise em um hospital do sul do Brasil. Objetivos: Aplicar a ferramenta análise de modos de falha e seus efeitos em uma unidade de hemodiálise, a fim de conhecer os principais riscos e implementar sugestões de melhorias. Metodologia: Este é um estudo exploratório. Um estudo descritivo é descritivo no sentido de que FMEA é aplicado em uma Unidade de Hemodiálise de identificar os principais riscos do tratamento dialítico prospectivamente em um hospital filantrópico do Sul do Brasil. O instrumento foi aplicado por uma equipe multidisciplinar composta por nefrologistas, enfermeiros e gestores. Fase 1 - A escolha de um processo de risco; Fase 2 - Recrutamento da equipe multiprofissional; Fase 3 - Projetando o processo; Fase 4 - Identificar os modos de falha e seus efeitos; Fase 5 - Priorizar os modos de falha. Após a definição de cada modo de falha, a equipe estabeleceu a probabilidade de ocorrência do evento e sua classificação de acordo com a serveridade e frequência. A análise dos dados foi realizada com estatísticas.A metodologia utilizada para elaboração do FMEA foi a proposta pelo Institute for Healthcare Improvement em cinco etapas. A definição da Priorização de Risco foi calculada pelo Risk Profile Number (RPN). E a construção da matriz de riscos foi elaborada de acordo com a proposta do U.S Veterans Affairs. Resultados: Os principais resultados encontrados no estudo foram 41 modos de falha no processo. Destes, 12 foram considerados de alto risco com RPN (70-100) e estão relacionados aos cuidados com os acessos vasculares, falha na coleta de exames, confirmação de reações alérgicas que podem levar ao choque e cuidados com a punção e conexão das linhas na fístula arteriovenosa. Identificou-se 17 processos de médio risco com RPN (10-40), que foram relacionados à prescrição da hemodiálise e a ausência de verificação de sinais vitais. Os demais 12 modos de falha foram em processos de baixo risco com RPN (1-9). Conclusões: Os modos de falha encontrados em sua maioria não possuíam controles de processos atuais, em 36,6% dos processos, que são as chamadas barreiras para a ocorrência de eventos adversos e, portanto, foram sugeridas medidas de minimização do risco.
Abstract Introduction: The quality of care is a concern of Health Institutions. Risk analysis consists of complex actions for quality and safety of care. Routine hemodialysis session is a complex process and because these characteristics may be subjected to a high incidence of errors, lapses and failures. Concern for patient safety in dialysis and knowledge of the risks they are susceptible is of extreme importance for the outcome and treatment success. The Failure Modes and Effects Analysis (FMEA) is a prospective analysis tool widely used in industrial engineering that has been applied in some health institutions. In addition, the Joint Commission International (JCI) suggests that annual reviews be made for active prevention of risks in hospitalar institutions. This tool could be used to identify potential failures of systems or processes, even before they happen. Understanding the magnitude of the issue and its relevance, we choose to apply this evaluation in a hemodialysis unit in a South Brazil Hospital. Objective: To describe the application of FMEA in a Hemodialysis Unit Methods: This is an exploratory study. A Descriptive Study is descriptive in the sense that FMEA is applied in a Hemodialysis Unit to identify the main risks of dialytic treatment prospectively at a Philanthropic Hospital in the South of Brazil. The tool was applied by a multidisciplinary team composed of nephrologists, nurses and managers. Stage 1 – Choosing a Risk Process; Stage 2 – Recruiting the Multiprofessional Team ; Stage 3 – Designing the Process ; Stage 4 – Identifying the failure modes and their effects; Stage 5 – Prioritizing the failure modes: after defining each failure mode, the team established the probability of occurrence of the event and its severity. The classification of the failure mode took into account criticity, the frequency at which the event can occur, its severity, and to what extent it will be detected if it happens. The data analysis was based on descriptive statistics and according to the FMEA methodology. Results: The main results found in the study were 41 failure modes in the process, and 12 processes presented high risk RPN (70-100). This is related to the care of vascular accesses and failure in collection for tests, the confirmation of allergic reactions that may lead to shock, care with the puncture and connection of lines in the arteriovenous fistula. In the medium risk processes RPN (10-40) 17 were identified involving the prescription of hemodialysis and the absence of verification of vital signs. And the low risk RPN processes (1-9) were the other failure modes. Conclusion: analyzing the failure modes it was seen that most of the stages, 36.6% of the processes did not have controls of current processes which are the so-called barriers to the occurrence of adverse events, and therefore risk minimization measures were suggested.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/127385
Arquivos Descrição Formato
000972244.pdf (959.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.