Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da ação antimicrobiana do hipoclorito de sódio e hipoclorito de cálcio por meio de diferentes modelos experimentais

.

Avaliação da ação antimicrobiana do hipoclorito de sódio e hipoclorito de cálcio por meio de diferentes modelos experimentais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da ação antimicrobiana do hipoclorito de sódio e hipoclorito de cálcio por meio de diferentes modelos experimentais
Outro título Antimicrobial properties of calcium hypochlorite through several experimental in vitro approaches
Autor Paula, Karen Barea de
Orientador Montagner, Francisco
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Anti-infecciosos
Endodontia
Hipoclorito de cálcio
Hipoclorito de sodio
[en] Bacterial
[en] Calcium hypochlorite
[en] Endodontics
[en] Root Canal Irrigants
[en] Sodium hypochlorite
Resumo A ação química, obtida pelo emprego de substâncias auxiliares de instrumentação, aliada à ação mecânica, promove a limpeza do sistema de canais radiculares. Determinadas propriedades das substâncias químicas, como a ação antimicrobiana, têm contribuído para a eliminação de microrganismos encontrados em dentes com necrose pulpar e infecção. O objetivo do estudo foi avaliar a ação antimicrobiana do hipoclorito de cálcio [Ca(OCl)2] em diferentes concentrações (0,5%, 1%, 2,5% e 5%) frente ao Enterococcus faecalis e compará-la com a ação do hipoclorito de sódio (NaOCl) pelos métodos de Difusão em Ágar e de Contato em Meio Líquido. A ampicilina 10 μg e água destilada foram utilizadas como controle positivo e negativo, respectivamente, no método de difusão em Ágar. No contato em meio líquido o microrganismo entrou em contato com a substância teste em períodos pré-determinados (15 segundos, 30 segundos, 1 minuto, 5 minutos e 10 minutos). O efeito da presença de dentina humana, albumina sérica bovina e endotoxina de Escherichia coli O55:B5 sobre as propriedades antimicrobianas das soluções foi avaliado. Os componentes teciduais e microbianos permaneceram em contato com a solução por 2 minutos, 30 minutos ou 6 horas. Os halos de inibição do crescimento microbiano verificados no Ágar foram mensurados. A presença ou ausência de turvação no meio líquido, indicando crescimento microbiano, foi determinada para cada tempo experimental, no método de contato em meio líquido. O número de unidades formadoras de colônia (UFC) por mililitro foi quantificado, após a exposição do microrganismo às substâncias químicas auxiliares, na presença dos componentes teciduais. Os resultados foram tabulados e realizou-se análise estatística. Observou-se que os maiores halos de inibição foram produzidos pelo Ca(OCl)2 5% (17,38 mm ±3,71), sendo inferior ao produzido pela ampicilina (30,35 mm ±1,64). Soluções de NaOCl e Ca(OCl)2, na mesma concentração, não apresentaram diferenças significativas entre si. Os diâmetros dos halos de inibição produzidos por NaOCl ou Ca(OCl)2 foram proporcionais ao aumento da concentração. O tempo de inibição para o crescimento do E. faecalis, em meio líquido, é menor em concentrações mais elevadas de Ca(OCl)2 e NaOCl. As soluções de NaOCl 2,5%, NaOCl 5% e Ca(OCl)2 2,5% e Ca(OCl)2 5.0% foram iguais entre si. A dentina e a endotoxina de E. coli não interferiram na ação antimicrobiana das soluções de hipoclorito testadas. A soluções de NaOCl 0,5%, 1% e 2,5% e de Ca(OCl)2 0,5% quando expostas à albumina, por 2 minutos, apresentaram seu efeito antimicrobiano reduzido. Concluiu-se que soluções de hipoclorito de cálcio apresentaram ação antimicrobiana frente ao E. faecalis, em concentrações similares às do hipoclorito de sódio empregadas em Endodontia. O efeito antimicrobiano demonstrado pelas soluções é proporcional a sua concentração, podendo ser modulado pela albumina, em curtos períodos de exposição.
Abstract The chemical action produced by the auxiliary substances can promotes the cleaning of the root canal system. Certain properties of chemical substances, such as their antimicrobial activity, have contributed to the elimination of microorganisms in infected pulp tissues. The aim of this study was to evaluate, in vitro, the antimicrobial activity of calcium hypochlorite [Ca(OCl)2] in different concentrations (0.5%, 1%, 2.5% and 5%) over Enterococcus faecalis and compare it to sodium hypochlorite (NaOCl) through the ágar diffusion method and the broth dilution method. Ampicillin 10 μg and distilled water were used as positive and negative control, respectively in the ágar diffusion method. In the broth dilution method, E. faecalis cells were exposed to the auxiliary chemical substances for (15 sec, 30 sec, 1 min, 5 min or 10 min). The effect of human dentin powder, 18% bovine serum albumin and Escherichia coli O55:B5 endotoxin over the antimicrobial properties of the solutions was evaluated, after 2 minutes, 30 minutes or 6 hours. The inhibition zones were measured. The presence of broth turbidity was recorded, for each time period, after 24 hours, in the Broth dilution method. The colony forming units (CFU) per milliliter were counted after the exposure of the E. faecalis to the tested tissue or bacterial components. Statistical analysis was carried out. The Ca(OCl)2 5% had the largest inhibition zones (17.38 mm ±3.71), however they were shorter than ampicillin zones (30.35 mm ±1.64). There was no statistical difference between NaOCl and Ca(OCl)2 solutions with the same concentration. It was observed that the highest the NaOCl or Ca(OCl)2 concentration, the largest the inhibition zone. In the broth dilution method, the time required for E. faecalis growth inhibition was shorter in highly concentrated solutions than in low concentrated solutions. There was no statistical difference among 2.5% NaOCl, 5% NaOCl, 2.5% Ca(OCl)2 and 5% Ca(OCl)2. The human dentin powder and E. coli endotoxin were not able to modulate the antimicrobial effect of the tested irrigants. In a 2 minute-period, the antimicrobial effect of 0.5% NaOCl, 1% NaOCl, 2.5% NaOCl and 0.5% Ca(OCl)2 was inhibited by bovine serum albumin. It was possible to conclude that calcium hypochlorite solutions were able to inhibit E. feacalis growth, in vitro, when diluted to concentrations that were usually employed in Endodontics. The antimicrobial effect of the solutions was proportional to their concentration and can be modulated by bovine serum albumin, in short periods of exposition.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/128199
Arquivos Descrição Formato
000975859.pdf (544.3Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.