Repositório Digital

A- A A+

Predisposição de macieiras (Malus domestica Borkh.) com infecções virais a Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenweber em frutos e Colletotrichum gloeosporioides (Penzig. & Sacc. em folhas

.

Predisposição de macieiras (Malus domestica Borkh.) com infecções virais a Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenweber em frutos e Colletotrichum gloeosporioides (Penzig. & Sacc. em folhas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Predisposição de macieiras (Malus domestica Borkh.) com infecções virais a Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenweber em frutos e Colletotrichum gloeosporioides (Penzig. & Sacc. em folhas
Outro título Predisposing of apple plants (Malus domestica Borkh.) with viral infections to Cryptosporiopsis perennans (Zeller & Childs) Wollenwebwe in fruits and to Colletotrichum gloeosporioides (Penzig.) Penzig. & Sacc. in leaves
Autor Guerra, Denis Salvati
Orientador Marodin, Gilmar Arduino Bettio
Co-orientador Nickel, Osmar
Data 2007
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Doença de planta : Vírus
Maçã
Resumo A cultura da macieira no Brasil ocupa cerca de 35 mil hectares com uma produção que chega, em alguns anos, a 1 milhão de toneladas. Dentre os principais vírus que infectam as plantas estão os chamados latentes Apple stem grooving virus (ASGV), Apple chlorotic leaf spot virus (ACLSV) e Apple stem pitting virus (ASPV) como também o Apple mosaic virus (ApMV). Atualmente, entre as doenças fúngicas mais importantes estão à podridão de olho de boi causadas por Cryptosporiopsis perennans e a mancha foliar da gala causada por Colletotrichum gloeosporioides. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar a predisposição em frutos e folhas da cultivar Maxi Gala com infecções virais a C. perennans e a C. gloeosporioides, respectivamente. Em frutos as infecções virais utilizadas foram: ACLSV (C), ACLSV+ ASPV+ ApMV (C+P+M), ASGV (G), ASGV + ASPV (G+P), ASGV + ACLSV + ASPV (G+C+P), ASGV + ACLSV + ASPV + ApMV (G+C+P+M). Foram analisadas nos frutos durante a colheita e após o armazenamento as variáveis de incidência e o número de lenticelas necrosadas, teor de açúcar, firmeza, escala iodo-amido, lenticelas abertas (l.a.), atividade das enzimas peroxidases (PO) e polifenol oxidase (PPO) e teor de fenóis. Em plantas com infecção do vírus ASGV foram avaliadas a incidência, número de manchas, severidade, taxa de progresso da doença, período de incubação, a atividade de enzimas PO e PPO e teor de fenóis analisadas em ramos. Os frutos com infecções virais apresentam maior predisposição a C. perennans, pois tiveram mais incidência, exceção de C, durante a colheita e após armazenamento e número de lenticelas necrosadas após o armazenamento. Os frutos com G+C+P+M apresentaram-se mais maduros e mais l.a. na colheita e após o armazenamento. Os frutos com infecção de G e G+C+P+M apresentaram menor atividade da PO, mas sem alteração da PPO ou do teor de fenóis. As plantas com ASGV apresentaram maior predisposição à infecção de C. gloeosporioides, pois apresentaram maior incidência, número de manchas, severidade e menor tempo de incubação e PPO.
Abstract Apples are grown in Brazil on approximately 35 thousand hectares with a production that reaches 1 million ton in some years. The so called latent apple viruses Apple stem grooving virus (ASGV), Apple chlorotic leaf spot virus (ACLSV) and Apple stem pitting virus (ASPV) as well as Apple mosaic virus (ApMV) stand out as the most commonly involved in apple viral infections. Bull´s eye rot caused by Cryptosporiopsis perennans and the Gala leaf spot caused by Colletotrichum gloeosporioides are among the most important fungal diseases. The objective of this study was to evaluate the effect of viral infections on predisposing apple plants, cv. Maxi Gala, to subsequent infections by C. perennans and by C. gloeosporioides in fruits and leaves, respectively. In fruits the treatments ACLSV (C), ACLSV+ ASPV+ ApMV (C+P+M), ASGV (G), ASGV + ASPV (G+P), ASGV + ACLSV + ASPV (G+C+P), ASGV + ACLSV + ASPV + ApMV (G+C+P+M) were analyzed at harvest and after cold room storage period in relation to disease incidence, number of necrotic lenticels, sugar content, firmness, iodine-starch, lenticel opening (l.o.), the activity of peroxydases (PO), polyphenol oxydase (PPO) and the phenol content. In plants pre-infected with ASGV the incidence and the number of leafspots per leaf, severity and the rate of disease progress, incubation period of Colletotrichum gloeosporioides, the activity of the enzymes PO and PPO and phenol content in twigs were analysed. The incidence of C. perennans in fruits pre-infected with viruses was higher, excepting C, in these fruits at harvest and after cold storage, and the number of necrotic lenticels was higher. Ripeness of fruits pre-infected with G+C+P+M was advanced and fruits had higher l.o. at harvest and after storage. Fruits pre-infected with G and G+C+P+M showed a lower PO activity, but their PPO activity and phenolics contents were unaltered. C. gloeosporioides had a higher infectivity on leaves of plants with ASGV,showed higher disease incidence, leafspots and disease severity and lower incubation period and activity of PPO.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/12869
Arquivos Descrição Formato
000634729.pdf (803.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.