Repositório Digital

A- A A+

A autorregulação da aprendizagem na formação de um educador matemático na modalidade a distância : uma proposta de articulação curricular

.

A autorregulação da aprendizagem na formação de um educador matemático na modalidade a distância : uma proposta de articulação curricular

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A autorregulação da aprendizagem na formação de um educador matemático na modalidade a distância : uma proposta de articulação curricular
Autor Fantinel, Patricia da Conceicao
Orientador Lima, Jose Valdeni de
Co-orientador Maraschin, Cleci
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Centro de Estudos Interdisciplinares em Novas Tecnologias da Educação. Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação.
Assunto Ensino à distância
Formação de professores
Matemática
[en] Distance education
[en] Initial training of mathematics teachers
[en] Pedagogical content knowledge
[en] Self-regulation of learning
Resumo A autorregulação é um dos vários elementos considerados essenciais no processo de aprendizagem, pode-se afirmar que um aluno autorregulado em sua aprendizagem é aquele que aprendeu a planejar, controlar e avaliar seus processos cognitivos, motivacionais, afetivos, comportamentais e contextuais; possui autoconhecimento sobre o próprio modo de aprender, suas potencialidades e limitações. Com esse conhecimento o estudante controla e regula o próprio processo de aprendizagem em direção a seus objetivos e metas. Por sua vez o professor autorregulado é capaz de auxiliar no desenvolvimento dos processos autorregulatórios de seus estudantes e oferecer oportunidades para que também autorregulem sua própria atuação. É nesta perspectiva que este estudo pré-experimental se fundamenta, na instrução direta dos processos de autorregulação da aprendizagem. Com esse intuito foi proposta uma Oficina Online de Estratégias de Estudo, com um grupo de 76 estudantes universitários do Curso de Licenciatura em Matemática a Distância, da Universidade Federal de Pelotas, universidade participante do Consórcio Universidade Aberta do Brasil. Os participantes mostraram semelhanças ao perfil do aluno virtual brasileiro, sendo a maioria do sexo feminino, com idade média de 33 anos e que exercem atividade remunerada com dedicação média de 39 horas semanais. Buscou-se avaliar o impacto no processo autorregulatório da aprendizagem e no conhecimento pedagógico do conteúdo do futuro professor de matemática. Para avaliar o impacto da experiência de ensino com adaptação do Programa de Gervásio ao contexto online, foram analisadas quantitativamente as variáveis autorregulação da aprendizagem (IPAA), o conhecimento de estratégias de aprendizagem (CEA) e o conhecimento pedagógico do conteúdo equação do segundo grau (CPC), antes e após a experiência de ensino. Também foi realizada a análise dessas variáveis em função das variáveis categóricas pessoais e acadêmicas dos participantes. Para aferir a relação entre a autorregulação da aprendizagem e o conhecimento do conteúdo pedagógico foi realizada a análise de correlação entre o IPAA (pós), CEA (pós), CPC (pós) e as variáveis categóricas - idade e rendimento acadêmico médio. Além deste conjunto de análises, foi avaliada a variável entrega da atividade. Para uma interlocução com a análise quantitativa, foi realizada a análise dos dados qualitativos obtidos através do Chat e dos Fóruns de Discussão e, por fim, foram determinadas as frequências relativas das respostas à Ficha de Avaliação da Oficina, bem como realizada a análise qualitativa das questões abertas desta avaliação. Através desta investigação foi possível verificar que o ensino dos processos autorregulatórios, na educação a distância é um constructo fundamental e viável para formação de um educador matemático, pois permitiu uma mudança significativa no conhecimento declarativo das estratégias de aprendizagem e do conhecimento pedagógico do conteúdo matemático do futuro professor. Além das mudanças cognitivas decorrentes da experiência de ensino foi possível observar outros fatores que possibilitam a gerência dos comportamentos, pensamentos e sentimentos, voltados e adaptados para obtenção de metas pessoais e guiados por padrões gerais de conduta, tais como: a identificação de fatores que influenciam a aprendizagem, a antecipação dos resultados das ações, experimentação de satisfação com o próprio esforço, crenças de autoeficácia positivas, autorreflexão, gerenciamento do tempo disponível, o monitoramento do próprio desempenho, percepção do valor do aprendizado. Pelos resultados obtidos, parece pertinente, que a competência de autorregulação da aprendizagem componha a arquitetura pedagógica de cursos de formação inicial de professores de matemática, na modalidade a distância.
Abstract The self-regulation is one of several elements considered essential in the learning process, it can be said that a self-regulated learner in their learning is one who has learned to plan, monitor and evaluate their cognitive, motivational, affective, behavioral and contextual processes; it has self knowledge about the proper way to learn, its potential and limitations. With this knowledge the student controls and regulates the learning process itself toward its goals and objectives. On the other hand self-regulated teacher is able to assist in the development of self-regulatory processes of their students and provide opportunities for them to also self regulate their own performance. It is in this perspective that this pre-experimental study is based on the direct instruction of self-regulation processes of learning. In this sense, we propose an Online Workshop Study Strategy for a group of 76 college students of the Degree in Mathematics distance, from Federal University of Pelotas, which is participant of the university consortium “Universidade Aberta do Brasil”. The participants of Workshop showed similarities to the profile of Brazilian virtual student. The most of them are female with mean age of 33 years and performing paid work with dedication average of 39 hours per week. We sought to assess the impact on auto-regulatory process of learning and pedagogical content knowledge of future teachers of mathematics. To assess the impact of teaching experience with adaptation of Gervasio´s program to the online environment, were quantitatively analyzed the learning of self-regulation variables (IPAA), knowledge of learning strategies (CEA) and the pedagogical content knowledge of the quadratic equation (CPC) before and after the teaching experience. Also carried out analysis of these variables on the basis of personal and academic categorical variables of the participants. To assess the relationship between self-regulation of learning and knowledge in the educational content was performed the correlation analysis between the IPAA (post), CEA (post), CPC (post) and categorical variables - age, average academic performance. In addition to this set of analyzes, the variable delivery activity was evaluated. For a dialogue with the quantitative analysis, the analysis of qualitative data obtained through the Chat and Forums was held and, finally, were determined relative frequencies of responses to the Workshop Evaluation Form and carried out a qualitative analysis of open questions of this evaluation. Through this research we found that the teaching of self-regulatory processes in distance education is a fundamental construct and feasible to form a mathematics educator, it allowed a significant change in declarative knowledge of learning strategies and pedagogical knowledge of the mathematical content of future teacher. In addition to the cognitive changes resulting from the teaching experience we observed other factors that enable the management of behaviors, thoughts and feelings, directed and adapted for achieving personal goals and guided by general standards of conduct, such as the identification of factors that influence learning, the anticipation of the results of actions, trial of satisfaction with their own efforts, positive self-efficacy beliefs, self-reflection, available time management, monitoring one's own performance, perception of the value of learning. The results obtained, it seems pertinent that the competence of learning self-regulation compose the pedagogical architecture of initial training courses for mathematics teachers, in the distance.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/128910
Arquivos Descrição Formato
000975766.pdf (5.305Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.