Repositório Digital

A- A A+

Caracterização do crescimento e da composição corporal de animais Wagyu x Angus durante as fases de recria e terminação

.

Caracterização do crescimento e da composição corporal de animais Wagyu x Angus durante as fases de recria e terminação

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Caracterização do crescimento e da composição corporal de animais Wagyu x Angus durante as fases de recria e terminação
Outro título Characterization of growth and body composition of Wagyu X Angus during the phases of backgrounding and finishing
Autor Pivato, Mateus
Orientador Lobato, Jose Fernando Piva
Co-orientador Tarouco, Jaime Urdapilleta
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Bovino
Carcaça
Composição corporal
Gordura animal
[en] Fat thickness
[en] Longissimus muscle area
[en] Percentage of intramuscular fat
[en] Wagyu
Resumo Com o objetivo de caracterizar o crescimento de animais cruza Wagyu x Angus, 24 machos castrados e 23 fêmeas foram separados em: G1M (Grupo 1 Machos, com percentagem de gordura intramuscular inicial > 3,4%, n= 11), G2M (Grupo 2 Machos, com percentagem de gordura intramuscular inicial < 3,4%, n= 13), G1F (Grupo 1 Fêmeas, com percentagem de gordura intramuscular inicial > 3,9%, n= 12) e G2F (Grupo 2 Fêmeas, com percentagem de gordura intramuscular inicial < 3,9%, n= 11) e avaliados com medidas seriadas de ultrassom ajustadas a cada 56 dias. Para estimar as características de carcaça foram utilizados 21 machos castrados, avaliados por ultrassom 3 a 8 dias pré abate e posteriormente na carcaça com 48 horas de resfriamento. O grupo G2M apresentou maior deposição de gordura subcutânea por ultrassom (EGSUS) em seis períodos de avaliação quando comparado ao G1M, apresentando uma taxa de deposição de gordura subcutânea distinta entre grupos de 0.69mm/100 dias e 0.65mm/100 dias para o G2M e G1M, respectivamente. Somente foi possível evidenciar diferença significativa na primeira avaliação de percentagem de gordura intramuscular (PGIMUS) entre G1M e G2M, ambos apresentaram crescimento linear com taxa de aumento de 0.28%/100 dias, foi possível evidenciar que ocorreram aumentos acima de 0.1% da PGIMUS a partir dos 280 dias do período de avaliação, quando o ganho médio diário (GMD) de peso vivo ficou acima de 0.650 kg/dia. A taxa de desenvolvimento da área do músculo longissimus (AOLUS) foi distinta entre os grupos de fêmeas, aumentando 3.8 cm2/100 dias e 3.4 cm2/100 dias para o G1F e G2F, respectivamente. Ocorreram diferenças significativas na PGIMUS somente nas quatro primeiras avaliações entre G1F e G2F. A correlação entre a área do músculo longissimus medida na carcaça (AOLC) e por ultrassom (AOLUS) foi de 0.93, para espessura de gordura subcutânea medida na carcaça (EGSC) e por ultrassom (EGSUS) foi de 0.86. A PGIMUS a desmama não afetou o crescimento do tecido muscular nos machos e adiposo nas fêmeas. As características gordura subcutânea no sítio anatômico da costela nos machos e AOLUS nas fêmeas apresentaram crescimento distinto com relação à PGIMUS a desmama. A ultrassonografia é uma tecnologia que pode ser utilizada para estimar o desenvolvimento tecidual da gordura e músculo com medidas repetidas no tempo. O peso vivo e o GMD afetaram a alteração do tecido muscular e adiposo durante o crescimento.
Abstract Aiming to characterize the growth crossbred Wagyu x Angus, 24 steers and 23 heifers were separated in: G1M (Group 1 Males, with initial percentage of intramuscular fat > 3,4%, n= 11), G2M (Group 1 Males, with initial percentage of intramuscular fat < 3,4%, n= 13), G1F (Group 1 Females with initial percentage of intramuscular fat > 3,9%, n= 12) e G2F (Group 2 Females, with initial of intramuscular fat percentage < 3,9%, n= 11) and evaluated with serial ultrasound measurements fitted every 56 days. To estimate carcass traits were used 21 steers, assessed by ultrasound 3 to 8 days pre slaughter and afterwards in the carcass after 48 hours of cooling. The G2M group showed higher deposition of ultrasound subcutaneous fat thickness (UFAT) in six periods of evaluation when compared to G1M, displaying a distinct subcutaneous fat deposition rate between groups of 0.69 mm/100 days and 0.65mm/100 days to G2M and G1M, respectively. Only possible to evidence a significant difference in the first evaluation of the ultrasound percentage of intramuscular fat (UPFAT) between G1M and G2M, both showed linear growth with an increase rate of 0.28%/100 days, it became clear that there were rises above 0.1% of UPFAT from 280 days of the evaluation period, when the average daily gain (ADG) of body weight was above 0.650 kg/day. The development rate of ultrasound longissimus muscle area (ULMA) was different between the groups of females, increasing 3.8 cm2/100 days and 3.4 cm2/100 days to the G1F and G2F, respectively. There were significant differences in the UPFAT in just the first four assessments between G1F and G2F. The corrections between carcass longissimus muscle area (CLMA) wit measured by ultrasound (ULMA) was 0.93 and carcass fat thickness (CFAT) whit fat thickness by ultrasound (UFAT) was 0.86. The UPFAT weaning did not affect the growth of muscle tissue in males and fat in females. Subcutaneous fat in the anatomical site of the rib in males and ULMA in females showed distinct growth compared to the UPFAT weaning. Ultrasonography is a technology that can be used to estimate the development of tissue fat and muscle with repeated measurements over time. The body weight and the ADG affected the change in muscle and adipose tissue during growth.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/129451
Arquivos Descrição Formato
000976503.pdf (1.740Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.