Repositório Digital

A- A A+

Desmame da ventilação mecânica invasiva: comparação entre idosos e não idosos

.

Desmame da ventilação mecânica invasiva: comparação entre idosos e não idosos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Desmame da ventilação mecânica invasiva: comparação entre idosos e não idosos
Autor Corbellini, Camilo
Orientador Vieira, Silvia Regina Rios
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina : Ciências Médicas.
Assunto Desmame do respirador
Envelhecimento
Fenômenos fisiológicos respiratórios
Idoso
Resumo O envelhecimento provoca modificações funcionais e estruturais no sistema respiratório. Não é clara a evidência de que estas alterações possam interferir no desmame. Desenhamos um protocolo para estudar as possíveis diferenças entre um grupo de adultos (até 65 anos) e um grupo de idosos (maior que 65 anos) no desmame da ventilação mecânica. Métodos: 239 pacientes (111 idosos e 128 adultos) foram estudados. Desfecho primário: comparação do sucesso do desmame (ventilação espontânea por pelo menos 48 horas após a extubação), entre idosos e não idoso e entre faixas etárias: até 60 anos (A), 61 a 70 anos (B), 71 a 80 anos (C) e acima de 80 anos (D). Desfecho secundário: diferenças nos parâmetros convencionais de desmame. Parâmetros estudados: volume minuto (VE), freqüência respiratória (f), volume corrente (VT), índice f/VT e parâmetros gasométricos e ventilatórios. O método de desmame, foi o teste de autonomia ventilatória. Medidas foram feitas em dois momentos: no inicio do teste de autonomia ventilatória (T0) e 30 minutos após (T30). Chi-quadrado, ANOVA e teste T foram usados na análise. Resultados: sucesso do desmame foi: 74,8% nos idosos e 78,1% nos adultos (p=0,552). Sucesso do desmame por faixa etária: A=77.9%, B=74.6% C=77.6% D=72.2%. Não houve diferenças nas médias gasométricas e nos ajustes do ventilador mecânico entre os grupos. Comparações entre T0 e T30 entre adultos e idosos apresentaram diferenças estatísticas nos parâmetros preditivos: f, VT e índice f/VT. Conclusão: sucesso do desmame é menor, mas semelhante ao descrito em outros estudos. Pacientes mais velhos apresentaram maior f e menor VT. Consequentemente o índice f/VT foi menor também. O mesmo comportamento foi observado quando comparados os grupo de faixa etária. Entretanto não houve diferença no sucesso do desmame entre estes grupos.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/12969
Arquivos Descrição Formato
000638111.pdf (219.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.