Repositório Digital

A- A A+

Aplicação de duas técnicas de análise de séries temporais à oceanografia e meteorologia

.

Aplicação de duas técnicas de análise de séries temporais à oceanografia e meteorologia

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aplicação de duas técnicas de análise de séries temporais à oceanografia e meteorologia
Autor Pohl, Liliana
Orientador Lopes, Silvia Regina Costa
Data 1995
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Matemática. Curso de Estatística: Bacharelado.
Assunto Análise de séries temporais
Resumo A Análise de Séries Temporais tem tido um grande desenvolvimento nos anos recentes e objetiva, entre outras coisas, descrever, explicar, investigar, prever e controlar o comportamento de séries temporais. Uma série temporal é um conjunto de observações feitas seqüencialmente no tempo. O estudo de séries temporais abrange as mais diversas áreas do conhecimento, entre elas, a meteorologia e a oceanografia, que serão objeto de estudo deste trabalho. Antes de uma análise prática, é importante a apresentação da teoria básica de séries temporais para que as análises feitas possam ser entendidas. Feito isto, partiu-se para a análise prática das séries temporais GATE-1 e Rio Perequê através de dois métodos de detecção da periodicidade das séries: a Análise Clássica do Periodograma e a Análise Através de Pontos Fixos. A Análise Através de Pontos Fixos é eficiente para modelos de espectro misto. A Análise Clássica do Periodograma detectou um ciclo de aproximadamente 22 horas para a série temporal GATE-1 e de 24, 12, 8 e 6 horas para a série temporal Rio Perequê. A Análise Através de Pontos Fixos detectou um ciclo de aproximadamente 24 horas para a série temporal GA TE-I e, não conseguiu detectar as periodicidades da série temporal Rio Perequê, taJvez pelo fato da mesma não ser regida por um modelo de espectro misto. No presente caso, a Análise Clássica do Periodograma mostrou-se mais adequada para a série Rio Perequê e a Análise Através de Pontos Fixos mostrou-se mais adequada para a série GATE-1. Não podemos dizer, no entanto, que um dos métodos é melhor do que o outro, mas que, dependendo do modelo que rege a série temporal, teremos métodos mais adequados do que outros.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/130442
Arquivos Descrição Formato
000142640.pdf (9.536Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.