Repositório Digital

A- A A+

Ofício de gestão em tempos de poder gerencialista : a potência da atividade para fazer crítica

.

Ofício de gestão em tempos de poder gerencialista : a potência da atividade para fazer crítica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ofício de gestão em tempos de poder gerencialista : a potência da atividade para fazer crítica
Autor Moro, Cibele Vargas Machado
Orientador Amador, Fernanda Spanier
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Gestão
Subjetividade
Trabalho
[en] Activity
[en] Management
[en] Subjectivation
[en] Work
Resumo Esta dissertação toma como foco o trabalho de gestores de uma grande empresa pública brasileira da área de logística pela perspectiva da Clínica da Atividade e da Ergologia – ambas abordagens do escopo das Clínicas do Trabalho –, notadamente através da noção de atividade. Em interlocução com conceitos foucaultianos e da Esquizoanálise, consideramos os processos moleculares de singularização da/na atividade e sua potência de produção de desvio e resistência, pela problematização aos modos instituídos de trabalhar. Tomamos, ainda, a noção de poder gerencialista proposta por Vincent de Gaulejac enquanto ideologia que convoca subjetivamente os sujeitos em direção a um ideal que atenda às exigências do mundo econômico, prescrevendo modos de viver e trabalhar. Desse modo, buscamos acompanhar os movimentos da atividade dos gestores que lidam com o paradoxo de gerir a atividade dos subordinados, a qual escapa permanentemente às suas pretensões, investigando também as possibilidades de produção de crítica e resistência presentes nesse ofício, bem como sua relação com a expansão do poder de agir dos próprios gestores e dos coletivos de trabalho. Do ponto de vista metodológico, orientamo-nos pelas pistas da cartografia e da dialogia e propomos a formação de coletivos de análise da atividade de gestão junto a gestores operacionais, a realização de visitas às unidades de trabalho e a análise de documentos relativos às normativas gerenciais. A análise dos materiais produzidos aponta para três eixos referentes à atividade dos gestores: os constantes esforços de renormatização empreendidos pelos gestores diante dos imprevistos e restrições do dia a dia; o encontro da atividade do gestor com a atividade de seus subordinados, produzindo-se por entre práticas de governo e a construção da confiança; e a dimensão política da construção do gênero profissional da gestão. Propomos, a partir desses aspectos, a discussão acerca de uma “gestão menor”, em sintonia com o devir do trabalho, aliando efeitos de crítica e clínica.
Abstract This dissertation takes focus on the work of managers of a large Brazilian public company from logistics field through the perspective of Clinic Activity and Ergology- both approaches the scope of the Clinics of Work - especially through the notion of activity. In dialogue with Foucault’s and Schizoanalysis concepts, we consider the molecular processes of singularizantion of / in activity and its power of production of deviation and endurance, by questioning the established ways of working. We also consider the notion of management power proposed by Vincent Gaulejac as an ideology that summons subjectively the subjects toward an ideal that meets the requirements of the economic world, prescribing ways of living and working. Thus, we seek to follow the movements of the activity of managers, who deal with the paradox of managing the activity of subordinates, which permanently escapes of their pretentions. We also investigate the production possibilities of critics and resistance present in this craft, as well as their relationship with the expansion of the power of acting of the managers and work collectives. From a methodological point of view, we take for guidance the ways of cartography and dialogy and propose the formation of collective of analysis for the management activity along with the operational managers, conducting visits to work units and the analysis of documents relating to the management regulations.The analysis of the produced materials points to three key axis regarding the activity of managers: the constant standardization efforts by managers facing the unexpected and restrictions of everyday life; the meeting of the managers activity with the activity of their subordinates, producing among governance practices and building trust; and the political dimension of the construction of professional management gender. We propose from these aspects, the discussion about a "smaller management", in tune with the becoming work, combining effects of criticism and clinic.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/130512
Arquivos Descrição Formato
000978041.pdf (1.610Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.