Repositório Digital

A- A A+

Sujeito e psicose na clínica psicanalítica

.

Sujeito e psicose na clínica psicanalítica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sujeito e psicose na clínica psicanalítica
Autor Ghilardi, Ricardo Bertazzo
Orientador D'Agord, Marta Regina de Leao
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Clínica psicanalítica
Psicose
Sujeito
[en] Psychoanalytic clinic
[en] Psychosis
[en] Subject
[en] Sujet
Resumo Este trabalho de dissertação de mestrado se desenvolve em torno da pergunta sobre o sujeito na clínica psicanalítica das psicoses e trata de indagar sobre a estrutura em que o sujeito está simbolicamente representado, e na qual, ao mesmo tempo, ele faz parte. Indica-se o termo sujet para apontar a direção de Lacan de seu uso, fazendo um apanhado sobre os conceitos de sujeito e psicose na tentativa de desenvolver especificidades da relação entre os mesmos. Nota-se que a inferência clínica de não haver sujeito na estrutura das psicoses está sustentada sobre dois eixos principais que estão apontados neste trabalho: a relação dialética sujeito-objeto e o próprio conceito de estrutura. Neste sentido, faz-se uma crítica a estes dois eixos por não concernirem necessariamente à psicanálise. Utilizamos a banda de Moebius como estrutura topológica em homologia com o conceito de sujeito. Somente depois de se percorrer a banda de Moebius é que se revela que esta é de uma superfície unilátera. Assim também a posição de sujeito é efeito de um percurso no tempo e no espaço. Na escuta psicanalítica trata-se de ler um percurso discursivo (tempo) em um endereçamento ao lugar do Outro (espaço). Esta pesquisa mostra que sujeito é uma posição discursiva, efeito da relação entre a fala e a linguagem. Desta forma, podemos pensar o conceito de inconsciente e suas formações para todo o sujeito falante, indo além das restrições que o conceito de estrutura impõe à emergência do sujeito. Ao final, apresenta-se a hipótese da exclusão do sujeito do campo do Outro, como lugar de reconhecimento do sujeito, o que provoca efeitos tanto no âmbito subjetivo como nas práticas de cuidado que orientam as ciências atuais, como a psiquiatria, a psicologia e a psicanálise.
Abstract This work of master thesis is developed around the question about the subject in the psychoanalytical clinic of psychoses and inquires about the structure in which the subject is symbolically represented and in which, at the same time, it is a part of. It’s indicated the term sujet to point Lacan’s direction on its use, making a summary on the concepts of subject and psychosis in attempt to develop specificities of their relation. It is noticed that the clinic inference that there’s no subject in psychosis is sustained over two principal axes that are pointed in this work: the dialectical relation subject-object and the proper concept of structure. In this sense, it is present a critique to these two axes for doesn’t necessarily concern to psychoanalysis. We use the Moebius band as the topological structure in homology with the concept of subject. Only after covering the Moebius band is revealed that it is a one face surface. Through that also the position of subject is an effect of a travel on time and space. At the psychoanalytical listening it’s intended to read a discursive travel (time) in a adressement to the place of the Other (space). This research present that the subject is a discursive position, effect of the relationship between the speech and the language. At this form we can think the concept of unconscious and their formation to every specking subject, going over the restrictions that the concept of structure impose to the emergence of the subject. At the end, it’s presented the hypothesis of the exclusion of the subject from the field of the Other as the place of the recognition for the subject, what causes effects on both subjective sphere as in the care practices that guide the current science, like psychiatry, psychology and psychoanalysis.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/130518
Arquivos Descrição Formato
000978368.pdf (620.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.