Repositório Digital

A- A A+

Biopoéticas teatrais : estudos da irrupção de memórias do real na cena

.

Biopoéticas teatrais : estudos da irrupção de memórias do real na cena

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Biopoéticas teatrais : estudos da irrupção de memórias do real na cena
Autor Simas, Lucas Silveira
Orientador Spritzer, Mirna
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas.
Assunto Cena contemporânea
Criação teatral
Memória
[en] Autobiographical
[en] Creation
[en] Memory
[en] Scene
[en] Theater
Resumo Aproximando conceitos como Teatro Documental (Erwin Psicator), Biodrama (Vivi Tellas), autoficção (Serge Doubrovsky) e espetáculos contemporâneos previamente selecionados por suas proximidades discursivas, a pesquisa investiga práticas que tratama memória como agenciadora de criações teatrais. O interesse principal da investigação é refletir como esta memórias e torna uma possibilidade virtual para a problematização e potencialização do "real" na cena, criando mecanismos de composição espetaculares, que aqui se define como Biopoéticas Teatrais. Este processo mnemônico é problematizado neste trabalho tal qual catalisador da cena, inserindo-se em esferas de caráter pessoal, em atos de exposição, pela experiência do revelar-se a si e ao outro em cena. Assim, procura-se evidenciar uma cena que transite entre o individual e o coletivo, criando uma manutenção própria de organização. Busca-se ainda identificar aportes da prática desta construção que se utiliza de si para criação cênica, evidenciando o confronto entre autor e cena, real e ficcional. Para tanto, serão enfocadas as estratégias de criação de três espetáculos: Luís Antônio-Gabriela (direção de Nelson Baskerville), Natalício Cavalo (direção de Patrícia Fagundes) e Br-Trans (criação de Silvero Pereira), que nascem a partir da memória, de relatos, fotografias, vontades, fracassos, etc, para compreender e levantar potencialidades que possibilitem reflexões cênicas, práticas sobre a multiplicidade da vida posta no palco, potencializando produções singulares no teatro.
Abstract Approaching concepts such as Documentary Theatre (Erwin Psicator), Biodrama (ViviTellas), autofiction (Serge Doubrovsky) and contemporary shows previously selected by their proximity discursive, this research investigates practices that treat memory as a mediator theatrical creations. The main interest of this research is to understand how this memory becomes a virtual possibility for questioning and enhancement of "real" in the scene, creating spectacular composition mechanisms that here is defined as BioPoetic Theater. This mnemonic process is questioned in this work just like catalyst scene by entering into personal spheres, in acts of exposure, the experience prove to themselves and to each other on stage. So, we try to highlight a scene that transit between the individual and the collective, creating its own maintenance organization. It also seeks to identify practical contributions of this construction that uses itself to scenic creation, highlighting the confrontation between author and scene, real and fictional. Therefore, strategies for creating three shows will be analyzed: Luis Antonio - Gabriela (directed by Nelson Baskerville), Natalício Horse (directed by Patricia Fagundes) and Br -Trans (creating Silvero Pereira), born from memory, reports, photographs, wills, failures, etc., to understand and lift capabilities that enable scenic reflections, practices on the multiplicity of life put on stage, leveraging unique productions at the theater.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/130815
Arquivos Descrição Formato
000979950.pdf (2.349Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.