Repositório Digital

A- A A+

Espaços da perda e da destruição : o labirinto como metáfora da casa e vice-versa, na constituição de uma poética contemporânea

.

Espaços da perda e da destruição : o labirinto como metáfora da casa e vice-versa, na constituição de uma poética contemporânea

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Espaços da perda e da destruição : o labirinto como metáfora da casa e vice-versa, na constituição de uma poética contemporânea
Autor Ferreira, Raquel Andrade
Orientador Fervenza, Hélio Custódio
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Artes. Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais.
Assunto Arte contemporânea
Cotidiano
Labirinto : Arte
Perda
Poeticas visuais
[en] Destruction
[en] House
[en] Labyrinth
[en] Loss
[en] The everyday
Resumo A pesquisa de doutoramento Espaços da Perda e da Destruição - O Labirinto como Metáfora da Casa e vice-versa, na constituição de uma poética contemporânea foi desenvolvida no Programa de Pós-graduação em Artes Visuais ênfase em poéticas visuais do Instituto de Artes da UFRGS, sob orientação do Prof. Dr. Hélio Fervenza, de 2010 a 2015. Durante este período, realizei um conjunto de trabalhos constituídos por vídeos, fotografias, instalações, palavras e frases, instruções, objetos e ações performáticas que foram apresentadas em diferentes instituições expositivas. Todos eles são perpassados pela materialidade de objetos quebrados ou salvaguardados em disposição labiríntica. Os trabalhos revelaram a problemática com a qual me deparei e que desencadeou as reflexões desta tese, que poderia ser resumida na seguinte pergunta: Como constituir uma obra artística e uma poética no contexto da arte contemporânea, a partir do entrecruzamento dos espaços doméstico da casa e polimorfo do labirinto? Em decorrência dos desdobramentos práticos e teóricos dos trabalhos, tangencio vários conceitos tais como: O cotidiano, a casa, o labirinto, a perda e a destruição. O processo que envolve a articulação entre os elementos que compõem os trabalhos apontam os sentidos e a singularidade deste trabalho, assim como os aspectos cognitivos do processo de criação.
Abstract The doctoral research project Spaces of Loss and Destruction – The Labyrinth as Metaphor and vice-versa, in the constitution of a contemporary poetic was developed between 2010 to 2015 at the Postgraduate Program in Visual Arts of the Instituto de Artes of the Federal University of Rio Grande do Sul-UFRGS in Porto Alegre, Brazil, under the advisorship of Prof. Dr. Hélio Fervenza. During this period, I have produced a group of works composed of videos, photography, installations, words and phrases, instructions, objects and performative actions which have been presented in a variety of institutional exhibition spaces. All of these are permeated by the materiality of broken or safeguarded objects and presented using labyrinthical placement. The works have revealed a problematic triggering the reflections in this thesis, which may be summarized in the following question: How can one constitute a work of art and a poetic in the context of contemporary art by intercrossing spaces of the house and the polymorphic labyrinth? As a result of the practical and theoretical ramifications of these works, various concepts have become closely connected to it, such as: The everyday, the house, the labyrinth, loss and destruction. The process of articulating the works’ compositional elements evokes meanings and indicates their singularity, as well as cognitive aspects of the creative process.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/131026
Arquivos Descrição Formato
000980180.pdf (8.511Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.