Repositório Digital

A- A A+

A experiência do município de Cruz Alta/RS com a implantação do NASF

.

A experiência do município de Cruz Alta/RS com a implantação do NASF

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A experiência do município de Cruz Alta/RS com a implantação do NASF
Autor Ricachenevsky, Cleber
Orientador Umpierre, Roberto Nunes
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Especialização em Saúde Pública.
Assunto Atenção primária à saúde
Saúde da família
Sistema Único de Saúde
Resumo O principal investimento do Ministério da Saúde para solidificar o novo modelo de acesso aos serviços de saúde proposto pelo SUS foi a Estratégia de Saúde da Família (ESF), investindo-se na mudança do foco e da forma de atuação e organização geral dos serviços. Em 2008, surgem os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), através da Portaria GM/MS nº 154/2008, com objetivo de apoiar a inserção da ESF na rede de serviços e ampliar a abrangência, a resolutividade, a territorialização e a regionalização, bem como as ações da Atenção Primária à Saúde (APS) no Brasil. O objetivo deste trabalho e descrever a experiência do município de Cruz Alta/RS, na implantação dos Núcleos de Apoio a Saúde da Família. Foi desenvolvido um estudo descritivo, com base em documentos e dados relativos à atenção da saúde dos habitantes do município de Cruz Alta, utilizando como fonte de dados Leis, Portarias e Diretrizes relativas aos Núcleos de Apoio de Saúde da Família, bem como produção mensal do NASF e atas redigidas nas reuniões de equipes das ESF/NASF e internas do NASF. Cruz Alta introduziu a experiência de apoio matricial ao Programa de Saúde da Família em 2012, com a implantação de uma equipe de NASF tipo 1, contava na época da implantação com 12 ESF, a composição do núcleo foi através de processo seletivo simplificado. No ano de 2013, foi implantado pelo município um novo Núcleo de Apoio à Saúde da Família, agora com dois núcleos em operação, a abragência das ações do NASF no município atingiu 100% das ESF. Observou-se resistência dos profissionais de referência em relação aos profissionais apoiadores do NASF. Na análise dos relatórios mensais foi possível identificar uma preferência do número de atendimentos individuais em relação aos demais tipos de atendimentos preconizados pelo Ministério da Saúde para este tipo de Núcleo e foi identificado a não aplicação dos conhecimentos necessários no processo de matriciamento pelos atores envolvidos. O relato da experiência de implantação do NASF em Cruz Alta, foi bastante satisfatório, pois poderá servir como contribuição para outros municípios que estudam a viabilidade de também fazer a adesão a esse tipo de estratégia na atenção primária.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/131222
Arquivos Descrição Formato
000979824.pdf (683.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.