Repositório Digital

A- A A+

Estudo do processo de adsorção de amoxicilina utilizando carvão ativado como sólido sorvente

.

Estudo do processo de adsorção de amoxicilina utilizando carvão ativado como sólido sorvente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo do processo de adsorção de amoxicilina utilizando carvão ativado como sólido sorvente
Autor Thurow, Eveline Padilha
Orientador Feris, Liliana Amaral
Co-orientador Haro, Nathalia Krummenauer
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo A presença de produtos farmacêuticos no meio ambiente é preocupante, tanto do ponto de vista ambiental quanto da saúde pública, pois estes compostos apresentam persistência química e podem aumentar a resistência microbiana. Dentre os fármacos, a amoxicilina recebe grande destaque, pois, além de amplamente consumida, sua presença nos corpos hídricos pode promover o desenvolvimento de bactérias patogênicas resistentes, alterando a estrutura da comunidade microbiana na natureza. A remoção ou minimização de poluentes orgânicos e inorgânicos, através de adsorção com carvão ativado, vem sendo estudada e tem se mostrado uma boa alternativa de tratamento, apresentando elevadas eficiências de remoção. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a remoção de amoxicilina de soluções aquosas através do processo de adsorção utilizando como sólido sorvente o carvão ativado comercial granular. Foram realizados experimentos de adsorção em batelada com o objetivo de encontrar as condições mais adequadas de operação, considerando os parâmetros de pH, tempo de residência e concentração do sólido sorvente. Ainda, isotermas de equilíbrio para este sistema foram construídas. Neste estudo foram avaliados os modelos matemáticos das isotermas de equilíbrio de Langmuir e Freundlich. Os melhores resultados encontrados nos ensaios de sorção foram pH 6, tempo de residência de 90 minutos e concentração de sólido adsorvente de 10 g.L-1 onde foi possível atingir uma remoção de 89,0%. O modelo de isoterma de sorção que melhor se ajustou aos dados experimentais foi o de Langmuir onde os valores obtidos para as variáveis 𝑞𝑞á𝑥, 𝐾𝐿 e 𝑅2 foram 11,57 mg.g-1, 0,054 L.mg-1 e 0,97, respectivamente. Os resultados obtidos indicam que o processo proposto apresenta grande potencial para remoção deste importante contaminante.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/131331
Arquivos Descrição Formato
000981356.pdf (496.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.