Repositório Digital

A- A A+

Pontos de corte ótimos para a circunferência da cintura e relação cintura-quadril na definição da síndrome metabólica no Brasil - estudo longitudinal de saúde do adulto (ELSA-Brasil)

.

Pontos de corte ótimos para a circunferência da cintura e relação cintura-quadril na definição da síndrome metabólica no Brasil - estudo longitudinal de saúde do adulto (ELSA-Brasil)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Pontos de corte ótimos para a circunferência da cintura e relação cintura-quadril na definição da síndrome metabólica no Brasil - estudo longitudinal de saúde do adulto (ELSA-Brasil)
Autor Cardinal, Thiane Ristow
Orientador Schmidt, Maria Inês
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Adulto
Relação cintura-quadril
Saúde do adulto
Síndrome X metabólica
Resumo A síndrome metabólica (SM) é um conjunto inter-relacionado de fatores de risco de origem metabólica e vascular que podem levar ao desenvolvimento de doença cardiovascular e diabetes. Esses fatores de risco incluem obesidade abdominal, disglicemia, dislipidemia e hipertensão. No entanto, persistem inconsistências quanto a sua definição, especialmente, quanto aos pontos de corte para obesidade abdominal a serem utilizados em distintas populações. Na prática clínica e em estudos epidemiológicos as medidas da circunferência da cintura (CC) e a relação cinturaquadril (RCQ) são utilizadas para definir gordura abdominal. O objetivo desta tese foi identificar os pontos de corte da CC e da RCQ com melhores propriedades diagnósticas para classificação da SM. Além disso, procurou-se verificar a adequação desses pontos de corte para diferentes grupos etários e de cor da pele/raça presentes na amostra. Foram utilizados os dados basais dos 15.105 participantes do Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto (ELSA-Brasil), uma coorte multicêntrica de funcionários públicos (35 a 74 anos de idade) em seis instituições de ensino e pesquisa brasileiras. A SM foi definida pelo critério do Joint Interim Statement (JIS). A relação entre CC e SM foi avaliada graficamente utilizando-se regressão spline cúbica restrita. Curvas ROC (Receiver Operator Characteristic Curve) foram usadas para estimar área sob a curva, sensibilidade, especificidade e valores preditivos positivos e negativos. Pontos de corte ótimos para a CC e da RCQ que maximizam ambas, sensibilidade e especificidade, foram identificados nas curvas ROC. Os pontos de corte diferiram entre homens e mulheres, mas foram semelhantes entre grupos de idade e cor da pele/raça. Duas exceções foram observadas para a RCQ em homens: aqueles com mais de 60 anos e os de cor branca apresentaram pontos de corte superiores que os demais de referência. Os pontos de corte da CC que apresentaram melhores propriedades diagnósticas para a classificação da SM situaram-se entre 92 a 94 cm para homens, permitindo identificar indivíduos com probabilidades de apresentar a SM 50 a 78% maiores que os situados abaixo desses limiares. Para mulheres, os pontos de corte com melhores propriedades situaram-se entre 85 e 89 cm, permitindo identificar aquelas com probabilidades de apresentar SM de 77 a 147% maiores que as abaixo desses limiares. Se pontos de corte para a CC nessa faixa fossem empregados na definição da SM, a prevalência da SM ficaria entre 51,5 a 48,6% para homens e entre 36,6 a 32,6% para as mulheres, respectivamente. CCs de 92 cm para homens e de 86 cm para mulheres mostraram sensibilidades de 71,2 e 70,8 e de especificidade 61,2 e 65,1, respectivamente, representando um limiar que maximiza as duas propriedades diagnósticas, simultaneamente. Para a RCQ os pontos de corte com melhores propriedades situaramse entre 0,92 a 0,95 para homens e entre 0,84 a 0,86 para mulheres. Se pontos de corte para a RCQ nessa faixa fossem empregados na definição da SM, a prevalência da SM ficaria entre 54,6 a 47,7% para homens e entre 36,1 a 33,1% para as mulheres, respectivamente. Para homens e mulheres, uma RCQ de 0,93 e 0,85 mostrou sensibilidade de 73,7 e 69,7 e especificidade de 60,4 e 68,5, respectivamente, representando um limiar que maximiza esses dois parâmetros simultaneamente. Concluindo, pontos de corte da CC para a população brasileira poderiam ser de 92 cm para homens e de 86 cm para mulheres; da RCQ, de 0,93 para homens e de 0,85 para mulheres. Esses pontos de corte diferem dos atualmente recomendados para a população brasileira.
Abstract Metabolic Syndrome (MetS) is a constellation of interrelated risk factors of metabolic and vascular origin that may lead to the development of cardiovascular disease and diabetes mellitus. These risk factors include abdominal obesity, disglycemia, dyslipidemia and hypertension. However, inconsistencies persist with regard to its definition, especially the cutoff points for abdominal obesity to be used in different populations. In clinical practice and epidemiological studies, the measures of waist circumference (WC) and waist-to-hip ratio (WHR) have been used to define abdominal obesity. The aim of this thesis was to identify the cutoff points of WC and WHR that have the best diagnostic properties to classify the MetS. In addition, we aimed to verify the adequacy of these cutoff points for different age and skin color / race groups in the sample. We used baseline data from 15,105 participants of the Longitudinal Study of Adult Health (ELSA-Brasil), a multicenter cohort study of civil servants (aged 35 - 74 years) from six Brazilian educational institutions. MetS was defined by the Joint Interim Statement (JIS) criteria. The relationship between CC and MetS was assessed graphically using restricted cubic spline regression. ROC (Receiver Operator Characteristic Curve) used to estimate the area under the curve, sensitivity, specificity, and positive and negative predictive values. Optimal cutoff points for WC and WHR that maximize both sensitivity and specificity were identified from the ROC curves. We found that cutoff points differ between men and women but are generally similar between age categories and skin color/race. Two exceptions were observed for WHR among men: those being over 60 years and those being whites had higher cut-offs. The cutoff points of WC that showed the best diagnostic properties for the classification of the MetS were between 92 to 94 cm for men, allowing the identification of 50 to 78% higher rates of MetS than those below such thresholds. For women, the cutoff points with the best properties were between 85 and 89 cm, allowing the identification of 77 to 147% higher MetS rates than those below these thresholds. If cutoff points of WC within this range were used to define the MetS, the prevalence of MetS would be between 51.5 to 48.6% for men and between 36.6 and 32.6% for women, respectively. WC of 92 cm for men and 86 cm para mulheres showed sensitivities of 71.2 and 70.8 and specificities of 61.2 and 65.1%, respectively, a threshold that maximizes both properties simultaneoulsly. For WHR cutoff points with the best properties ranged from to 0.92 to 0.95 for men and from to 0.84 to 0.86 for women. If cutoff points for WHR within this range were used for MetS definition, the prevalence of MetS would be between 54.6 to 47.7% for men and 36.1 to 33.1% for women respectively. For men and women, a WHR of 0.93 and 0.85 showed sensitivities of 73.7 and 69.7% and specificities of 60.4 and 68.5%, respectively, representing thresholds that maximize both diagnostic properties simultaneously. In conclusion, possible cutoff points for WC to be applied to the Brazilian population are 92 cm for men and 86 cm for women; for WHR, 0.93 for men and 0.85 for women. These cutoff points differ from those currently recommended for the Brazilian population.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132137
Arquivos Descrição Formato
000982171.pdf (1.798Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.