Repositório Digital

A- A A+

Cuidados, acolhimento e flores : empoderamento político de mulheres e desenvolvimento local no Rio Grande do Sul

.

Cuidados, acolhimento e flores : empoderamento político de mulheres e desenvolvimento local no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cuidados, acolhimento e flores : empoderamento político de mulheres e desenvolvimento local no Rio Grande do Sul
Autor Barcellos, Olinda
Orientador Gehlen, Ivaldo
Data 2015
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Economia
[en] Local development
[en] Political empowerment
[en] Political women
Resumo Nesta tese objetivou-se identificar e analisar trajetórias de empoderamento político de mulheres que exercem funções de representatividade e suas compreensões sobre desenvolvimento local. O recorte analítico é qualitativo e fundamentou-se nos conceitos de empoderamento, chances de vida, capacitações e estado de confiança. O universo de pesquisa foram mulheres que assumiram cargos de prefeitas, vice-prefeitas e vereadoras no Rio Grande do Sul, nas eleições de 2012. Também, buscou-se conhecimentos sobre o assunto com informantes qualificados, totalizando trinta e quatro pessoas entrevistadas por meio de um roteiro que abrangeu os seguintes aspectos: a trajetória familiar, educacional e profissional; a trajetória política, a participação em organizações de grupo; atuação na política, o estilo de fazer política; os significados e os compromissos com o desenvolvimento local; a participação política da mulher; e o estado de confiança e as expectativas do futuro na política. Os resultados demonstraram que a mulher ingressa na política por três vias: pela qualificação profissional, pela participação em movimentos sociais e para ajudar amigos e família; atua na política com especificidades da esfera privada, e sua compreensão de desenvolvimento local não distancia de seu entendimento de bem-estar em casa; não separa sua vivência em família com a atuação na política, dobrando sua carga de compromissos e atividades; suas expectativas quanto ao futuro político não são de continuidade, apesar de afirmar que está atuando muito bem na política. Com isso, concluiu-se que, além de traçar trajetórias diferentes, as mulheres atuam na política de forma diferente dos homens, por não conseguirem separar a vida privada da pública. Ou seja, jogam as regras que foram elaboradas por homens, mas de forma que a esfera privada não se distancie da pública. Não somam um número que representa uma massa crítica capaz de alterar relação de poder, mas quando estão no poder compreendem o desenvolvimento local como processo de construção de bem estar às pessoas, o qual inclui os cuidados com a cidade, o acolhimento às pessoas e ruas com muitas flores.
Abstract The present study aims to identify and analyze trajectories of womens’s political empowerment, that have representative roles, and their understanding about the local development. The analysis is qualitative and it is based in empowerment's concepts, life's chances, abilities and self confidence. The investigation took into account women that were mayors, vice-mayors and councilwomen in the state of Rio Grande do Sul in 2012 elections. Also, the information about the subject came from qualified people, thirty four people was interviewed with a script that included the following aspects: familiar, educational, professional and political ones, participation in goups organizations, performance in politics, the way of working in politics, the meanings and the commitment in relation to local development, women's participation in politic, conditions to gender equality, their self confidence and their expectations in politics. The results demonstrated that women joined to politics due to three vias: their professional competence, participation in social activities and to assist their friends and family. They work in politic with specificities from their private lives, and their understanding about local development is similar to their understanding about welfare at home, they do not separate their family living from their political performance, they duplicate their activities and commitments, they do not have expectations to continue in politics, in spite of their good work in this area, according to their opinion. Therefore, the conclusion is that woman work in a different way in relation to man, because they can not separate their private lives from their public ones. In other words, they work according to the rules created by men in this area, but in a way that their private lives do not stay away from their public one. These women are the rate that represent a critical mass that can not change the power relation, but when they are in the power position they understand the local development as a process of construction of welfare to people, which includes the care of the city, welcoming people and streets with lots of flowers.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/132940
Arquivos Descrição Formato
000982934.pdf (1.406Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.