Repositório Digital

A- A A+

Análise cinesiológica dos exercícios de rotação de tronco

.

Análise cinesiológica dos exercícios de rotação de tronco

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise cinesiológica dos exercícios de rotação de tronco
Autor Xavier, Pedro Lucas Tiellet Prunes
Orientador Cadore, Eduardo Lusa
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Bacharelado.
Assunto Cinesiologia aplicada
Exercicios fisicos
Resumo Na área do treinamento físico, um tema bastante abordado é o fortalecimento da musculatura central do corpo, também conhecida com core. Diversas metodologias de treinamento prescrevem estes tipos de exercícios tanto na área da saúde (prevenção e reabilitação de lesões) quanto no treinamento esportivo (melhora do desempenho). Os exercícios rotacionais e diagonais fazem parte de uma variedade enorme de exercícios que buscam fortalecer esta região e estão cada vez mais fazendo parte dos programas de treinamento. Eles são diferentes da maioria dos exercícios para a região do tronco, pois são multiarticulares e tridimensionais, portanto, possuem uma ação sinérgica complexa, em que diversos músculos participam do movimento. Para uma melhor compreensão dos movimentos, o objetivo deste trabalho foi realizar uma análise cinesiológica buscando compreender as ações dos músculos oblíquos externos e paravertebrais durante os exercícios. Através da eletromiografia de superfície (EMG), é possível obter dados sobre o nível de ativação muscular das contrações e, assim, comparar as variações. Portanto, foi feito um estudo com cinco sujeitos com experiência em treinamento rotacional, realizando três variações do exercício: lift (diagonal de baixo para cima), chop (diagonal de cima para baixo) e rotação de tronco horizontal. Os valores encontrados foram comparados com os valores da contração isométrica voluntária máxima (CIVM) de cada sujeito e, analisando os percentuais de ativação de cada musculatura, foram obtidas informações sobre a cinesiologia destes movimentos. Como resultados, foram encontrados aumentos na ativação dos músculos como consequência do aumento da carga (40, 60 e 80% de 1RM), os picos de contração de cada exercício na segunda metade da fase concêntrica, além de maiores valores de ativação de oblíquos no chop 80%, enquanto o lift 80% apresenta maiores valores de ativação para os músculos paravertebrais.
Abstract In the physical training area, the core muscles strengthening is frequently addressed. Several training methodologies prescribe this kind of exercises for health enhancement (prevention and rehabilitation) as well as for sports training (performance improvement). The rotational and diagonal exercises compound a myriad of exercises that aim to strengthen these torso muscles and are increasingly used in training programs. They are different from most of the exercises for the torso since they are multiarticular and tridimensional, thus they present a complex synergic action, in which several muscles participate in the movement. For a thorough comprehension of the movements, this work aimed to develop a kinesiological analysis in order to comprehend the action of the external oblique and paraspinal muscles during exercises. Through surface electromyography (EMG), it is possible to obtain data about the level of contractions muscle activation and, then, compare the variations. Hence, a study was carried out with five subjects who have experience in rotational training, using three variations of the exercise: lift (upward diagonal), chop (downward diagonal) and horizontal rotation of the torso. The values found were compared with the maximum voluntary isometric contraction values of each subject and, analyzing the activation percentages of each musculature, it was possible to obtain information about the kinesiology of these movements. As a result, it was noticed an increase in the muscle activation as a consequence of the increased workload (40, 60 e 80% de 1RM), the contraction peaks of each exercise in the second half of the concentric phase, and higher values of activation of the oblique muscles during chopping 80%, while lifting 80% presents higher values of activation of paraspinal muscles.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/133055
Arquivos Descrição Formato
000983905.pdf (536.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.