Repositório Digital

A- A A+

Princípios da pesquisa científica em ambientes virtuais : um olhar fundamentado no paradigma do pensamento complexo

.

Princípios da pesquisa científica em ambientes virtuais : um olhar fundamentado no paradigma do pensamento complexo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Princípios da pesquisa científica em ambientes virtuais : um olhar fundamentado no paradigma do pensamento complexo
Outro título Principles of scientific research in virtual environments : an approach based on the complex thinking paradigm
Autor Waquil, Márcia Paul
Orientador Behar, Patrícia Alejandra
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Ambiente de aprendizagem
Ambiente virtual
Morin, Edgar 1921-.
Pensamento complexo
Pesquisa científica
[en] Complex thinking
[en] Learning environment
[en] Morin, Edgar
[en] Scientific research
[en] Virtual environment
Resumo A presente tese tem como objetivo construir princípios que possam auxiliar a desenvolver a pesquisa científica para investigar Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVAs), sob o ponto de vista do pensamento complexo. Para tanto, o estudo é desenvolvido numa abordagem qualitativa de cunho dialógico, com base no Paradigma do Pensamento Complexo proposto por Edgar Morin. Este estudo indica princípios da pesquisa científica em ambientes virtuais de aprendizagem, fundamentado na compreensão dos desafios que a cibercultura impõe para a realização de pesquisas científicas em AVAs e na análise da dinâmica dos mesmos. Estes princípios são divididos em ontológicos, epistemológicos e metodológicos, e formam o quadro de referência para o desenvolvimento de um tipo de pesquisa que denominamos de PesquisAVA. Esta tem como objeto de estudo os ambientes virtuais de aprendizagem, sendo uma pesquisa que se caracteriza por se realizar no espaço virtual, fazendo uso da tecnologia digital. Através de uma aplicação prática dos princípios, utilizando o AVA ROODA, foi possível identificar as possibilidades e os limites da PesquisAVA. Os limites, de uma maneira geral, dizem respeito às dificuldades da pesquisa fundamentada no paradigma da complexidade de expressar, com as limitações que temos, a multiplicidade dos caminhos, dos olhares, dos contextos. Ainda, incluem as dificuldades de organizar uma quantidade muito grande de dados que normalmente são produzidos nos AVAs. Como possibilidades, a PesquisAVA permite desenvolver a investigação respeitando as especificidades do AVA e explorando as mesmas em proveito da pesquisa. Com esse tipo de pesquisa mostramos que, não só é preciso, mas é possível embasar a investigação em ambientes virtuais de aprendizagem sob um novo paradigma. A PesquisAVA proporciona, também, novas compreensões/ explicações sobre o funcionamento do AVA; o processo de ensino e de aprendizagem nesse ambiente; as relações professor-aluno e aluno-aluno nesse novo espaço/tempo virtual; as novas linguagens; os processos de construção do conhecimento; enfim o complexo contexto que o AVA representa. Diante disso, esse tipo de pesquisa pode contribuir para descobertas sobre processos investigativos no AVA que permitam qualificar, cada vez mais, o uso dos mesmos na educação.
Abstract The present thesis has the objective of building principles that can help developing the scientific research to investigate Virtual Learning Environments (VLEs) under the complex thinking point of view. For that, the study is developed in a qualitative approach with dialogical characteristics, based on the Complex Thinking Paradigm proposed by Edgar Morin. This study indicates principles of scientific research in virtual learning environments, founded on the comprehension of the challenges imposed by cyberculture to the development of scientific researches in VLEs, and on the analysis of their dynamics. These principles are divided in ontological, epistemological and methodological, and form a reference framework to the development of a kind of research that we call VLE-Research. This research has the virtual learning environments as its object of study, and it is characterized by being developed in virtual spaces, using digital technology. Throughout a practical application of the principles, using the VLE ROODA, it was possible to identify the VLE-Research’s possibilities and limits. The limits, in general, are about the difficulties of the research based on the complexity paradigm to express the multiplicity of ways, of insights, of contexts, taking into consideration the limitations we have. Moreover, they include the difficulties of organizing a huge amount of data that are normally produced in VLEs. As possibilities the VLE-Research permits develop the investigation respecting the specificities of VLE and exploring them in the research’s benefit. With this kind of research we show that not only it is necessary, but also possible to build the investigation in virtual learning environments under a new paradigm. The VLE-Research also provides new comprehensions/explanations about the VLE’s functioning; the teaching and learning processes in this environment; the relations teacher-student and student-student in this new virtual space/time; the new languages; the knowledge construction processes; finally the complex context that the VLE represents. Therefore, this kind of research can contribute for discoveries about investigative processes in VLEs that allow qualifying, more and more, their use in education.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/13729
Arquivos Descrição Formato
000649023.pdf (2.181Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.