Repositório Digital

A- A A+

As relações sociais e as funções das mulheres idosas da Vila Fátima na constelação familiar atual

.

As relações sociais e as funções das mulheres idosas da Vila Fátima na constelação familiar atual

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As relações sociais e as funções das mulheres idosas da Vila Fátima na constelação familiar atual
Autor Lichtenfels, Patricia
Orientador Doll, Johannes
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Educação
Envelhecimento
Família
Gênero
Mulher
Pessoa idosa
Relação familiar
[en] Aging
[en] Exchange between generations
[en] Lower income families
[en] Senior women
[en] Social relations in urban outskirts
Resumo Entre as preocupações e os estudos sobre o processo de envelhecimento, existe uma área que tem recebido grande atenção: a “feminização da velhice”. As mulheres possuem uma maior expectativa de vida, com isso, as projeções para o futuro apontam para um crescimento da população idosa feminina e um relativo decréscimo da masculina. Esses índices não apenas destacam uma superioridade numérica das mulheres na velhice, mas nos fazem refletir sobre as necessidades de conhecer e contemplar esse maior segmento da população idosa nacional. O presente estudo foi desenvolvido num contexto de famílias urbanas de um bairro de classe popular da cidade de Porto Alegre, a Vila Fátima, e teve como objetivo principal analisar as funções que as mulheres idosas deste bairro estão desempenhando hoje em suas famílias. Os objetivos secundários foram: o levantamento do perfil socioeconômico das famílias deste bairro; a análise da estrutura familiar e da rede social de apoio das famílias; e a compreensão da percepção que a mulher idosa tem de si mesma dentro de sua família e na comunidade onde vive. Participaram do estudo nove mulheres, com idades entre 66 e 93 anos, moradoras da Vila Fátima, integrantes do Grupo de Terceira Idade do Centro de Extensão Universitária da PUC-RS. Nesta pesquisa, de cunho qualitativo e caráter etnográfico, utilizaram-se como instrumentos de coleta de dados: entrevistas com perguntas abertas, gravadas e posteriormente transcritas, que foram realizadas no próprio domicílio das participantes; um diário de campo e anotações sobre o Grupo de Terceira Idade. O estudo mostrou que o processo de adoecimento crônico, a prisão ou a perda precoce do companheiro, seja por morte ou por separação, levou sete entre as nove entrevistadas a constituir unidades-mãe-filhos e a assumir o papel de provedoras de seus lares. Os vizinhos, as creches locais e o posto de saúde formam a rede social de apoio na comunidade. Com o envelhecimento, algumas delas continuaram a viver na forma de unidade-mãe-filhos, e outras passaram a constituir unidade-mãe-filhos-netos. Elas continuaram a desempenhar um papel central no funcionamento de suas famílias e sustento de suas casas. Muitas das idosas assumiram a responsabilidade de criar e educar seus netos e bisnetos. A sua principal fonte de suporte social hoje são seus filhos. A coresidência é uma realidade muito presente nesse contexto. Ela tem gerado um aumento da taxa de escolarização, uma redução do trabalho infantil e proporcionado trocas intensas e prolongadas entre as gerações. As trocas de carinho, o diálogo aberto com os netos e a disponibilidade de estar presente e ser uma referência são características marcantes nos discursos das idosas. A relação afetiva firmada com as gerações mais jovens possibilita aos idosos uma releitura crítica de suas trajetórias pessoais e a construção de um novo sentido de vida.
Abstract Among the concerns and studies on the aging process, there is an area that has been getting much attention, viz. the “femininization of poverty.” Women are living longer and consequently have a higher life expectancy. Estimates indicate that the female senior population will continue to grow in the future and the male senior population will undergo a relative decline. These indices not only reveal the existence of a larger number of women in old age, but also lead us to reflect on the need to get to know and to take into account the demands of this growing population segment. This research project was developed in a context of urban families in a low income neighborhood (“Vila Fátima”) of the city of Porto Alegre, the capital of the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Its main goal was to analyze the roles that senior women of that neighborhood are playing in their families in the present. The secondary goals were to identify the socio-economic profile of the families living in “Vila Fátima”, to analyze the family structure and the families’ social support network and to understand the senior women’s perception of themselves within their families and community. The study’s participants were nine women aged 66 to 93 who live in that neighborhood and are members of the Senior Citizens’ Group of the Extension Center of the Pontifical Catholic University of Rio Grande do Sul. The study has a qualitative and ethnographic character and used the following data collection tools: interviews with open-ended questions (conducted at the participants’ homes), that were recorded and then transcribed; a field diary and notes on the Senior Citizens’ Group. The research project showed that the process of chronic illness, imprisonment or early loss of the spouse, either because of death or separation, led seven out of the nine interviewed women to constitute family units made up of mother and children and to become providers of their homes. Neighbors, local day care centers and the health care station are their social support network in the community. As they grew older, some of them continued to live in that form of family unit and others constituted family units made up of mother, children and grandchildren. They continued to play a central role in the functioning and support of their families. Many of the senior women took on the responsibility of raising their grandchildren and great-grandchildren. Their children are their main source of social support today. Co-residence is common phenomenon in this context. It has led to an increase in the schooling rate, a reduction of child labor and the possibility of intensive and prolonged exchanges between the generations. The exchange of affection, open dialog with grandchildren and their availability as resource persons are outstanding features in the senior women’s utterances. The affective relationship with the younger generations enables the elderly to critically reread their life stories and to construct a new meaning in life.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13730
Arquivos Descrição Formato
000614898.pdf (581.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.