Repositório Digital

A- A A+

Estilo de vida e trajetórias sociais de skatistas; da "vizinhança" ao "corre"

.

Estilo de vida e trajetórias sociais de skatistas; da "vizinhança" ao "corre"

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estilo de vida e trajetórias sociais de skatistas; da "vizinhança" ao "corre"
Autor Bastos, Billy Graeff
Orientador Stigger, Marco Paulo
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Cultura : Aspectos sociais
Skate
Sociologia do esporte
[es] Estilo de vida
[es] Skate
[es] Sociología del deporte
Resumo O texto dessa dissertação apresenta problematizações acerca do universo social do skate, com atenção especial ao mundo patrocinado e profissional. O percurso da pesquisa inicia na busca de pistas do universo cultural do skate, passa pela definição do foco da pesquisa, das questões de pesquisa e dos aspectos metodológicos (entrevistas semi-estruturadas, observações e análise de documentos). Em seguida, trata da trajetória social dos sujeitos (skatistas identificados com o universo dos patrocínios e da profissionalização), partindo de suas atividades iniciais num ambiente de “vizinhança”, encontrando um estilo de vida, a constituição de um gosto, um conjunto de disposições e capitais. Traz para a discussão o tema de significados atribuídos (illusio), das transubstancializações (reconversões de capitais), dos estatutos dos sujeitos, da especificidade de uma lógica de reciprocidade e das posições objetivadas no campo e subjetivadas em disposições. Apresenta também debate sobre os planos e sonhos comuns ao universo estudado. Localiza o skate no plano da cultura corporal e discute as relações skate/esporte/competição/espetacularização. Entre as principais contribuições que o trabalho traz está o fato de que, no universo social do skate e dos patrocínios, o capital corporal/esportivo não é a única determinante para o “sucesso”.
Resumen El texto de esta disertación presenta problematizaciones a cerca del universo social del skate, con atención especial al mundo del patrocinio y profesional. El camino de la investigación inicia en la búsqueda de pistas del universo cultural del skate, pasa por la definición del foco de la investigación, de las cuestiones de investigación y de los aspectos metodológicos. A seguir, trata de la trayectoria social de los sujetos (skatistas identificados con el universo de los patrocinios y de profesionalización) partiendo de sus actividades iniciales en un ambiente de "vecindad", encontrando un estilo de vida, la constitución de un gusto, un conjunto de disposiciones y capitales. Traz para la discusión el tema de significados atribuidos (illusio), de las transubstancializaciones, de los estatutos de los sujetos, de la especificidad de una lógica de reciprocidad y de las posiciones objetivadas en el campo y subjetivadas en disposiciones. Presenta también debate sobre los planos y soños comunes al universo estudiado. Localiza el Skate en el plano de la cultura corporal y discute las relaciones skate/deporte/competición/especularización.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/13868
Arquivos Descrição Formato
000656881.pdf (1.468Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.