Repositório Digital

A- A A+

O tratamento da polissemia em traduções da obra Romeu e Julieta de William Shakespeare

.

O tratamento da polissemia em traduções da obra Romeu e Julieta de William Shakespeare

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O tratamento da polissemia em traduções da obra Romeu e Julieta de William Shakespeare
Autor Braun, Ana Karina Borges
Orientador Reuillard, Patrícia Chittoni Ramos
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Jogos de linguagem
Polissemia
Shakespeare, William, 1564-1616. Romeo and Juliet
Tradução literária
[en] Equivalences
[en] Language games
[en] Literary translation
Resumo Esta dissertação se propõe a apresentar um estudo comparativo de traduções da obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare, no que diz respeito à polissemia, entendida como uma condensação de significados em um só significante e que constitui uma fonte potencial de inequivalência na tradução. Nesta obra, é representada pelas expressões de duplo sentido com conotação obscena, aqui, denominadas jogos de linguagem. A análise se sustenta nos pressupostos teóricos da tradução, com base nos estudos das teóricas Rosa Rabadán e Hurtado Albir, compreendida como um processo interpretativo e comunicativo através do qual um texto fonte não é apenas traduzido à língua alvo, como também inserido em um novo contexto sócio-cultural, tendo em vista sua finalidade específica e seu público alvo. O objetivo é estudar a tradução da polissemia nesta obra, através da comparação e da análise das soluções encontradas em três de suas traduções para o português: Beatriz Viégas-Faria (1998), Bárbara Heliodora (2004) e Elvio Funck (2011). A metodologia consiste, primeiramente, no levantamento e na análise em inglês de passagens com jogos de linguagem que evidenciem a polissemia, aqui delimitadas às falas do personagem Mercúcio. Em segundo lugar, a metodologia consiste na comparação das diferentes soluções oferecidas pelos tradutores à questão da potencial inequivalência que os jogos de linguagem possam representar. A partir dessa comparação e da análise dos jogos de linguagem, espero evidenciar que a tradução dos jogos de linguagem requer um tratamento cuidadoso no que diz respeito à reprodução de sua função comunicativa da comicidade através da exploração do tema da sexualidade. Portanto, a análise do tratamento dado à polissemia pelos tradutores permitirá, também, conhecer seus efeitos na produção de textos da língua alvo e refletir sobre a melhor maneira de reproduzi-los, de modo a propor estratégias para enfrentar esse tipo de problema de tradução que também levem em conta a necessidade de uma adaptação ao contexto social ou à cultura em que serão inseridos e à finalidade de cada tradução.
Abstract This thesis proposes a comparative study of different translations of Romeo and Juliet by William Shakespeare concerning the polysemy, defined as a condensation of more than one signified in the same signifier and potential source of equivalence in translation represented in this literary work specifically by double meaning expressions with obscene connotation named jogos de linguagem (language games). The analysis is based on theoretical assumptions of translation that define it as an interpretative and communicative process based on the studies of Rosa Rabadán and Hurtado Albir in which the text of a source language is not only translated into the target language, but also inserted in a new social and cultural context considering its specific purpose and its target audience. It aims at studying the translation of polysemy in this literary work through the comparison and analysis of three of its translations into Portuguese. They are Beatriz Viégas-Faria’s translation, published in 1998, Bárbara Heliodora’s translation, published in 2004, and Elvio Funck’s translation, published in 2011. Firstly, the methodology consists of researching and analyzing some passages with double meaning expressions that display examples of polysemy in the source text, focused on Mercúcio’s speech as a matter of time and organization. Secondly, it consists of comparing different solutions of translation concerning matters of potential non-equivalence the jogos de linguagem may represent. Through this analysis and comparison, I hope to evince that the translation of the jogos de linguagem requires a careful treatment concerning the reproduction of the communicative function of comicality through the exploration of sexuality. Therefore the analysis of the translators’ treatment of polysemy will also allow us to know its effects in the production of texts of the target language and to reflect on the best way of reproducing them in order to propose strategies to solve this kind of translation problem considering the necessity of an adjustment towards the social and cultural context in which they are inserted and the purpose of each translation.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/140319
Arquivos Descrição Formato
000991103.pdf (887.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.