Repositório Digital

A- A A+

Energy-aware load balancing approaches to improve energy efficiency on HPC systems

.

Energy-aware load balancing approaches to improve energy efficiency on HPC systems

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Energy-aware load balancing approaches to improve energy efficiency on HPC systems
Outro título Abordagens de balanceamento de carga ciente de energia para melhorar a eficiência energética em sistemas HPC
Autor Padoin, Edson Luiz
Orientador Navaux, Philippe Olivier Alexandre
Co-orientador Mehaut, Jean-Francois
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Informática. Programa de Pós-Graduação em Computação.
Assunto Balanceamento : Carga
Processamento paralelo
[en] DVFS
[en] Energy efficiency
[en] Load balancing
Abstract Current HPC systems have made more complex simulations feasible, yielding benefits to several research areas. To meet the increasing processing demands of these simulations, new equipment is being designed, aiming at the exaflops scale. A major challenge for building these systems is the power that they will require, which current perspectives reach the GigaWatts. To address this problem, this thesis presents an approach to increase the energy efficiency using of HPC resources, aiming to reduce the effects of load imbalance to save energy. We developed an energy-aware strategy, called ENERGYLB, which considers platform characteristics, and the load irregularity and dynamicity of the applications to improve the energy efficiency. Our strategy takes into account the current computational load and clock frequency, to decide whether to call a load balancing strategy that reduces load imbalance by migrating tasks, or use Dynamic Voltage and Frequency Scaling (DVFS) technique to adjust the clock frequencies of the cores according to their weighted loads. As different processor architectures can feature two levels of DVFS granularity, per-chip DVFS or per-core DVFS, we created two different algorithms for our strategy. The first one, FG-ENERGYLB, allows a fine control of the clock frequency of cores in systems that have few tens of cores and feature per-core DVFS control. On the other hand, CGENERGYLB is suitable for HPC platforms composed of several multicore processors that do not allow such a fine-grained control, i.e., that only perform per-chip DVFS. Both approaches exploit residual imbalances on iterative applications and combine dynamic load balancing with DVFS techniques. Thus, they reduce the clock frequency of underloaded computing cores, which experience some residual imbalance even after tasks are remapped. We evaluate the applicability of our approaches using the CHARM++ parallel programming system over benchmarks and real world applications. Experimental results present improvements in energy consumption and power demand over state-of-the-art algorithms. The energy savings with ENERGYLB used alone were up to 25%with our FG-ENERGYLB algorithm, and up to 27%with our CG-ENERGYLB algorithm. Nevertheless, residual imbalances were still present after tasks were remapped. In this case, when our approaches were employed together with these load balancers, an improvement in energy savings of up to 56% is achieved with FG-ENERGYLB and up to 36% with CG-ENERGYLB. These savings were obtained by exploiting residual imbalances on iterative applications. By combining dynamic load balancing with the DVFS technique, our approach is able to reduce the average power demand of parallel systems, reduce the task migration among the available resources, and keep load balancing overheads low.
Resumo Os atuais sistemas de HPC tem realizado simulações mais complexas possíveis, produzindo benefícios para diversas áreas de pesquisa. Para atender à crescente demanda de processamento dessas simulações, novos equipamentos estão sendo projetados, visando à escala exaflops. Um grande desafio para a construção destes sistemas é a potência que eles vão demandar, onde perspectivas atuais alcançam GigaWatts. Para resolver este problema, esta tese apresenta uma abordagem para aumentar a eficiência energética usando recursos de HPC, objetivando reduzir os efeitos do desequilíbrio de carga e economizar energia. Nós desenvolvemos uma estratégia baseada no consumo de energia, chamada ENERGYLB, que considera características da plataforma, irregularidade e dinamicidade de carga das aplicações para melhorar a eficiência energética. Nossa estratégia leva em conta carga computacional atual e a frequência de clock dos cores, para decidir entre chamar uma estratégia de balanceamento de carga que reduz o desequilíbrio de carga migrando tarefas, ou usar técnicas de DVFS par ajustar as frequências de clock dos cores de acordo com suas cargas computacionais ponderadas. Como as diferentes arquiteturas de processador podem apresentam dois níveis de granularidade de DVFS, DVFS-por-chip ou DVFS-por-core, nós criamos dois diferentes algoritmos para a nossa estratégia. O primeiro, FG-ENERGYLB, permite um controle fino da frequência dos cores em sistemas que possuem algumas dezenas de cores e implementam DVFS-por-core. Por outro lado, CG-ENERGYLB é adequado para plataformas de HPC composto de vários processadores multicore que não permitem tal refinado controle, ou seja, que só executam DVFS-por-chip. Ambas as abordagens exploram desbalanceamentos residuais em aplicações interativas e combinam balanceamento de carga dinâmico com técnicas de DVFS. Assim, eles reduzem a frequência de clock dos cores com menor carga computacional os quais apresentam algum desequilíbrio residual mesmo após as tarefas serem remapeadas. Nós avaliamos a aplicabilidade das nossas abordagens utilizando o ambiente de programação paralela CHARM++ sobre benchmarks e aplicações reais. Resultados experimentais presentaram melhorias no consumo de energia e na demanda potência sobre algoritmos do estado-da-arte. A economia de energia com ENERGYLB usado sozinho foi de até 25% com nosso algoritmo FG-ENERGYLB, e de até 27% com nosso algoritmo CG-ENERGYLB. No entanto, os desequilíbrios residuais ainda estavam presentes após as serem tarefas remapeadas. Neste caso, quando as nossas abordagens foram empregadas em conjunto com outros balanceadores de carga, uma melhoria na economia de energia de até 56% é obtida com FG-ENERGYLB e de até 36% com CG-ENERGYLB. Estas economias foram obtidas através da exploração do desbalanceamento residual em aplicações interativas. Combinando balanceamento de carga dinâmico com DVFS nossa estratégia é capaz de reduzir a demanda de potência média dos sistemas paralelos, reduzir a migração de tarefas entre os recursos disponíveis, e manter o custo de balanceamento de carga baixo.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/140401
Arquivos Descrição Formato
000991179.pdf (1.963Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.