Repositório Digital

A- A A+

Juízo moral de crianças sobre a humildade na gratidão

.

Juízo moral de crianças sobre a humildade na gratidão

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Juízo moral de crianças sobre a humildade na gratidão
Autor Siqueira, Felipe Queiroz
Orientador Freitas, Lia Beatriz de Lucca
Data 2015
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia.
Assunto Criança
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento moral
Gratidão
Virtudes
[en] Children
[en] Gratitude
[en] Humility
[en] Moral development
[en] Virtues
Resumo Este estudo investigou, em uma perspectiva construtivista, se existe desenvolvimento das relações entre gratidão e humildade na infância. Participaram 28 crianças, distribuídas em três grupos etários (6, 9 e 12 anos), pareadas por sexo. Utilizaram-se duas histórias: em uma delas, o benfeitor foi humilde; na outra, o benfeitor não foi humilde. Cada história foi seguida de uma entrevista semiestruturada. Evidenciou-se que o sentimento de obrigatoriedade de retribuir um favor apresentou variações dependendo do tipo de benfeitor (humilde ou não-humilde). Houve uma maior tendência das crianças mais velhas levarem em conta a humildade e a falta dessa virtude quando comparadas com as crianças mais novas. Ao explicitar-se a diferença entre as histórias, a frequência deste tipo de resposta aumentou em todas as idades, além de ter surgido o tema da generosidade. Os resultados sugeriram que existe um desenvolvimento das relações entre gratidão e humildade na infância.
Abstract Based on a constructivist approach, this study examined whether the relations between gratitude and humility develop over childhood. Twenty-eight children, divided into three age groups (6, 9 and 12 years old), participated in this research. We used two vignettes: in one of them, the benefactor was humble; in the other one, the benefactor was not humble. Each story was followed by a semi-structured interview. The feeling of obligation to return a favor showed variations depending on the type of benefactor (humble or not humble). There was a greater tendency for older children to take into account the benefactor’s humility and the lack of this virtue when compared to younger children. When the differences between the vignettes were made explicit, the frequency of this type of response increased in all ages and the theme of generosity appeared. Results showed that the relations between gratitude and humility develop over childhood.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/140817
Arquivos Descrição Formato
000991642.pdf (1.122Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.