Repositório Digital

A- A A+

Potencial toxigênico de Aspergillus flavus testado em diferentes meios e condições

.

Potencial toxigênico de Aspergillus flavus testado em diferentes meios e condições

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Potencial toxigênico de Aspergillus flavus testado em diferentes meios e condições
Outro título Aspergillus flavus toxigenic potenmtial tested in different media and conditions
Autor Ritter, Ana Carolina
Orientador Noll, Isa Beatriz
Data 2007
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola e do Ambiente.
Assunto Alimento : Contaminação
Fungo
[en] Aflatoxin B1
[en] Medium
[en] pH
[en] Potential toxigenic
[en] Temperature
Resumo A avaliação da capacidade produtora de micotoxinas vem sendo utilizada como uma importante ferramenta na identificação de espécies conhecidamente toxigênicas. Poucos são os métodos rápidos e alternativos disponíveis para a determinação do potencial toxigênico de espécies do gênero Aspergillus. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade produtora de aflatoxina B1, em diferentes condições de cultivo, por três isolados de Aspergillus flavus, produtores de aflatoxina B1. O delineamento experimental baseou-se em um planejamento 2³ completo, tendo como variáveis independentes a temperatura (20-40°C), o tempo de incubação (7-21 dias) e o pH (2,0-6,0) nos meio sintéticos (YES, CYA e Sabouraud). As melhores condições encontradas foram aplicadas em testes com meio natural (arroz) e isolados a principio não-aflatoxigênicos. Aflatoxina B1 foi extraída diretamente dos meios sintéticos com clorofórmio e do arroz com metanol. A identificação e quantificação do composto foi realizada por Cromatografia em Camada Delgada e Fotometria Fotográfica. O meio YES se mostrou o melhor para detecção do potencial toxigênico, seguidos de melhor pH 4,0 e 5,2, e temperatura de 20º e 25ºC e tempo de incubação de 11 e 14 dias. O isolado A43, em temperatura de 25º, pH 5,2 e tempo de incubação de 11 dias, mostrou a maior produção de aflatoxina B1, com 206,05 ng. No arroz, os isolados revelaram produção de aflatoxina, apenas a partir do 14ºdia. Dos 30 isolados a princípio não-aflatoxigênicos testados inicialmente em agar coco, 12 apresentaram resultado positivo nos meios e condições aqui apresentados.
Abstract Mycotoxins producing capacity evaluation has being used as an important tool, in the identification of toxigenic species. A few of them are available as alternative rapid methods for the determination of the toxigenic potential of species Aspergillus. The objective of this work was to evaluate the aflatoxin B1 producing capacity in different conditions of culture by three Aspergillus flavus. The experimental delineation was based on a 2³ factorial design. To test the effect of three independent variables, the temperature (20-40°C), the incubation time (7-21 days) and pH (2,0 -6,0) in the synthetic medium (YES, CYA and Sabouraud) were applied in the program STATISCA 7.0. The best joined conditions had been applied in tests with natural medium (rice) and isolated tested as nonaflatoxigenics. Aflatoxin B1 was extracted directly from sintetic mediuns by chloroform and from rice by methanol. Thin-layer chromatography (TLC) and Photometric Photography were the methods utilized for the identification and quantification of aflatoxin B1. YES was the best medium for the detention of toxigenic potential, at pH 4,0 and 5,2, temperature of 20º and 25ºC and incubation time of 11 and 14 days. The isolated A43, at temperature of 25ºC, pH 5,2 and incubation time of 11 days showed the biggest aflatoxin B1 production (206,05 ng). Aflatoxin production in rice occurred only after 14 days. 12 of the 30 non aflatoxigenic isolates showed aflatoxin production in the media and conditions tested.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14308
Arquivos Descrição Formato
000658443.pdf (396.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.