Repositório Digital

A- A A+

Resistência à fratura de dentes com diferentes níveis de inserção óssea reconstruídos com diferentes pinos intrarradiculares

.

Resistência à fratura de dentes com diferentes níveis de inserção óssea reconstruídos com diferentes pinos intrarradiculares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Resistência à fratura de dentes com diferentes níveis de inserção óssea reconstruídos com diferentes pinos intrarradiculares
Outro título Fracture Strength of teeth with different insertion bone reconstructed with different intracanal posts
Autor Cunha, Regina Peruzzo da
Orientador Sanada, Jefferson Tomio
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Fraturas
Pinos
[en] Fracture resistance
[en] Glass fiber post
[en] Intracanal posts
[en] Metal cast post
Resumo Este trabalho teve como objetivo avaliar a resistência à fratura e o tipo de falha de dentes tratados endodonticamente restaurados com diferentes pinos intrarradiculares e inserções ósseas. Sessenta caninos humanos foram tratados endodonticamente e divididos aleatoriamente em 6 grupos. Grupo NMF2– reabilitado com núcleo metálico fundido (NMF) com perda óssea simulada de 2 mm. Grupo PFV2 - reabilitado com pino de fibra de vidro (PFV) com perda óssea simulada de 2 mm. Grupo NMF5 - reabilitado com NMF com perda óssea simulada de 5 mm. Grupo PFV5 - reabilitado com PFV com perda óssea simulada de 5 mm. Grupo NMF10 - reabilitado com NMF com perda óssea simulada de 10 mm. Grupo PFV10 - reabilitado com PFV com com perda óssea simulada de 10 mm. Os corpos de prova receberam uma força de compressão incidindo em ângulo de 135º com o longo eixo do dente. Os dados foram analisados com Kruskal-Wallis teste e Dunn's multiple comparisons test (p = 0.05). A análise dos resultados mostrou haver diferença estatisticamente significativa entre os valores de resistência a fratura entre o NMF2 (415,40 N) e o NMF10 (205,04 N) e entre o NMF10 (205,04 N) e o PFV2 (405,15 N). Em relação ao modo de falha, os dentes reconstruídos com núcleo metálico fundido mostraram, em sua maioria, falhas não reparáveis e os com pino de fibra de vidro falhas reparáveis.
Abstract This study aimed to evaluate the fracture resistance and failure mode of endodontically treated teeth restored with different intracanal posts and inserts bone. Sixty human canines were endodontically treated and randomly divided into 6 groups. Group MCP 2 - rehabilitated with metal cast post (MCP) with simulated bone loss of 2 mm. Group GFP2 - rehabilitated with glass fiber post (GFP) bone loss simulated 2 mm. Group MCP F5 - rehabilitated with MCP with simulated bone loss of 5 mm. Group GFP5 - rehabilitated with GFP with simulated bone loss of 5 mm. Group MCP10 - restored with MCP with bone loss with of 10 mm. Group GFP10 - rehabilitated with GFP with simulated bone loss of 10 mm. Specimens received a compressive load applied in 135 in length of tooth. Data were analyzed with Kruskal-Wallis test and Dunn's multiple comparisons test (p = 0,05). The results showed statistically significant difference between the values of fracture resistance between NMF2 (415.40 N) and NMF10 (205.04 N) and between NMF10 (205.04 N) and PFV2 (405.15 N). Regarding the failure mode, the teeth reconstructed with metal cast post showed mostly non-repairable failures and glass fiber post repairable failures.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143572
Arquivos Descrição Formato
000899342.pdf (744.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.