Repositório Digital

A- A A+

Nem tudo que reluz é ouro : o just-in-time e o mito da superação do taylorismo

.

Nem tudo que reluz é ouro : o just-in-time e o mito da superação do taylorismo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Nem tudo que reluz é ouro : o just-in-time e o mito da superação do taylorismo
Autor Motta, Paulo Cesar Delayti
Resumo O presente estudo avalia criticamente a adoção do “Just-in-Time” (JIT) como instrumento gerencial inovador e de superação do paradigma Taylorista/ Fordista a partir do exame de três aspectos comparativos: 1) os elementos constitutivos do JIT e do Taylorismo, no seu construto teórico e na sua práxis; 2) a postulada nova integração entre produtores e fornecedores; e 3) a emergência do operário multifuncional. Após essas análises, são discutidas as limitações e os problemas resultantes do transplante do JIT para empresas ocidentais. Finalmente, o autor mostra, concluindo criticamente, que a adoção do JIT tem aprofundado os padrões de coercitividade sobre a força de trabalho, com altos custos em termos sócio-políticos, de desgaste da mão-de-obra, e de perda de direitos conquistados.
Contido em Caderno CRH : revista do Centro de Recursos Humanos, Salvador, BA. N. 24/25 (jan./dez. 1996), p. 69-108
Assunto Fordismo
Just-in-time
Produção industrial
Taylorismo
Trabalho
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/143585
Arquivos Descrição Formato
000523734.pdf (414.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.