Repositório Digital

A- A A+

A invenção do inimigo e sua presença no direito penal brasileiro, principalmente no direito penal juvenil

.

A invenção do inimigo e sua presença no direito penal brasileiro, principalmente no direito penal juvenil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A invenção do inimigo e sua presença no direito penal brasileiro, principalmente no direito penal juvenil
Outro título The invention of the enemy and his present in the brazilian criminal law, principally in the juvenile law
Autor Bergonsi, Larissa Hatwig
Orientador Costa, Ana Paula Motta
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Direito. Curso de especialização em Direito Penal e Política Criminal.
Assunto Direito penal do inimigo
[en] Adolescents
[en] Citizen
[en] Criminal law of the enemy
[en] Enemy
[en] Jakobs
[en] Juvenile
Resumo O presente artigo busca apresentar o que seria o Direito Penal do inimigo, tese criada pelo alemão Günther Jakobs, mostrando as bases filosóficas que o levaram a criar essa teoria, bem como o seu entendimento sobre o Direito Penal, fazendo-o dividir os indivíduos em cidadão e inimigo. Junto a isso, será demonstrada a incompatibilidade do Direito Penal do inimigo com o Direito Penal contemporâneo, principalmente no que diz respeito aos adolescentes, fazendo-se uma comparação entre alguns pontos desses dois Direitos, complementando com algumas críticas apresentadas principalmente por E. Raúl Zaffaroni, evidenciando- se que a aplicação dessa teoria representaria um manifesto retrocesso penal.
Abstract The present article tries to present what would be the Criminal Law of the enemy, theory created by the german Günther Jakobs, showing the philosophical underpinnings that led him to create this theory, as well as his understanding of the Criminal Law, making him divide individuals into citizen and enemy. Additionally, it will be demonstrated the incompatibility of the Criminal Law of the enemy with the contemporary Criminal Law, principally when we talk about adolescents, making a comparison between some points of this two Laws, complementing with some criticism specially given by E. Raúl Zaffaroni, demonstrating that the application of this theory would represent a criminal setback.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/143633
Arquivos Descrição Formato
000996209.pdf (608.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.