Repositório Digital

A- A A+

Análise dos processos de clarificação e filtração da água para consumo humano estações de tratamento de água do Rio Grande do Sul

.

Análise dos processos de clarificação e filtração da água para consumo humano estações de tratamento de água do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise dos processos de clarificação e filtração da água para consumo humano estações de tratamento de água do Rio Grande do Sul
Autor Reis, Cálvin Guedes
Orientador Gutterres, Mariliz
Co-orientador Zini, Luciano Barros
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Química.
Assunto Engenharia química
Resumo Este trabalho é sobre estações de tratamento de água e faz uma análise dos processos de clarificação, compreendidos como a soma das etapas de coagulação, floculação e decantação, e do processo de filtração a partir dos dados da turbidez de entrada e saída de cada processo nas Estações de Tratamento de Água(ETAs) no Estado do Rio Grande do Sul. São objetivos deste trabalho identificar os comportamentos dos processos de clarificação e filtração de 8 ETAs avaliadas e, através da comparação dessas ETAs, analisar a influência da vazão de água na operação nesse comportamento assim como alertar sobre o risco de contaminação ao qual a população está sujeita e propor ações que diminuam a turbidez de saída do tratamento. O material usado para o trabalho foram cartas de controle operacional das ETAs analisadas, especificamente os dados de médias diárias da turbidez da água bruta, clarificada e tratada. Esse material foi obtido junto à Secretaria estadual de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, em particular tendo como base o programa VIGIAGUA-RS. Para avaliar a influência da vazão nos processos de clarificação e filtração através da comparação entre as ETAs avaliadas criou-se as variáveis razão da vazão de operação média pela vazão de projeto (VO/VP) e razão da vazão de operação média pela soma das áreas de superfície filtrante dos filtros denominada como taxa média de filtração (m³.m-2.d-1). A maioria das ETAs apresentou aumento da turbidez da água de saída com o aumento da turbidez da água de entrada, tanto no processo de clarificação quanto no processo de filtração. Através da comparação entre as ETAs avaliadas constatou-se que valores elevados da vazão para valores de turbidez de água acima de 30 uT comprometem a eficiência de remoção de turbidez do processo. No médio ou longo prazo, é necessário rever decisões operacionais como os tempos de carreira dos filtros, produtos químicos, avaliar a possibilidade de mudança dos produtos químicos utilizados e investimento em construção de barragens no local de captação da água e/ou construção de novas ETAs onde as existentes operam acima da capacidade.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143905
Arquivos Descrição Formato
000998063.pdf (808.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.