Repositório Digital

A- A A+

Palatalização no português brasileiro e nas línguas do mundo : motivação estrutural, seleção de gatilhos e alvos

.

Palatalização no português brasileiro e nas línguas do mundo : motivação estrutural, seleção de gatilhos e alvos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Palatalização no português brasileiro e nas línguas do mundo : motivação estrutural, seleção de gatilhos e alvos
Outro título Palatalization in Brazilian Portuguese and cross-linguistically : structural motivation, selection of triggers and targets
Autor Battisti, Elisa
Hermans, Ben
Resumo Este artigo aborda a palatalização em português brasileiro (PB) e nas línguas do mundo, com os objetivos de esclarecer a motivação estrutural da palatalização, explicar por que as consoantes plosivas coronais são os alvos típicos do processo, por que são as únicas consoantes afetadas em PB e por que /i/, gatilho típico da palatalização, é a única vogal desencadeadora do processo nessa língua. Com elementos abstratos C e V (van der Hulst 2005, 2011), propomos uma estrutura interna de segmento para representar consoantes e vogais e mostrar que a consonantalidade dos vocoides anteriores altos motiva a palatalização, processo que tende a afetar consoantes de estrutura similar ao gatilho. Distinguem-se estruturalmente palatalização plena e secundária (Bateman 2007) e explica-se a seleção de gatilho e alvos da palatalização em PB como resultante do tipo mais restrito de palatalização plena, com alvo e gatilho maximamente idênticos.
Abstract This paper is about palatalization in Brazilian Portuguese (BP) and cross-linguistically. It aims to show what the structural motivation of palatalization is, to explain why coronal stop consonants are the typical targets of palatalization, why they are the only targets of the process in BP, why /i/ is the typical trigger of palatalization and is the only trigger of the process in BP. With abstract elements C and V (van der Hulst 2005, 2011), we propose an internal structure of segments to show that the consonantality of high front vocoids is what motivates palatalization, a process that tends to affect consonants of similar structure to the trigger. We distinguish secondary and full palatalization (Bateman 2007) structurally and explain the selection of trigger and targets of palatalization in BP as the result of the most constrained kind of process, full palatalization with maximally identical trigger and targets.
Contido em Lingüística. Montevideo, Uruguay. Vol. 32, n. 1 (jun. 2016), p. [61]-75
Assunto Língua portuguesa
Linguística
Palatalização
[en] Elements C and V
[en] Internal structure of targets and triggers
[en] Palatalization
[en] Structural motivation
Origem Estrangeiro
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/143943
Arquivos Descrição Formato
000997590.pdf (509.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.