Repositório Digital

A- A A+

Lifestyles of workers in the expatriation context

.

Lifestyles of workers in the expatriation context

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Lifestyles of workers in the expatriation context
Outro título Estilos de vida de trabalhadores em contexto de expatriação
Outro título Estilos de vida de trabajadores en contexto de expatriación
Autor Prestes, Vanessa Amaral
Grisci, Carmem Ligia Iochins
Fraga, Aline Mendonça
Abstract Purpose: To highlight and analyze lifestyles of expatriate workers. Originality/gap/relevance/implications: Since the expatriation involves processes of deconstructing and reconstructing the self, it is important to recognize lifestyles invented or adapted during an international experience. Key methodological aspects: Exploratory research with qualitative approach. Data collection was carried out through focus group with managers of the same company who shared similar expatriation experiences. The transcribed material was submitted to content analysis. Summary of key results: The ways of moving around the city, the routine and the leisure activities, the sightseeing trips, the expatriation valuation and the abnegation as a way of life were observed according to control-stimulation perception. Such elements highlighted lifestyles based on the former life, in the control, in the abnegation and in the established period of validity. Proved to be consistent with immaterial labor logic that reaches the unprecedented life, requiring intellectual and affective mobilization of individuals to new situations and indicating both intensification of control and submission forms, with so far expected freedom. Key considerations/conclusions: The lifestyles, common to all research participants, were molded, intertwined and intensified in each other. They resulted from the daily shock between the non-normalizing prescriptions and the plurality of possible options lived in expatriation.
Resumo Objetivo: Destacar e analisar estilos de vida de trabalhadores expatriados. Originalidade/lacuna/relevância/implicações: Importa reconhecer estilos de vida que são inventados ou adaptados na vivência internacional, uma vez que a expatriação envolve processos de desestruturação e reestruturação de si. Principais aspectos metodológicos: Pesquisa exploratória de orientação qualitativa. A coleta de dados realizou-se por meio de grupo focal, com gestores de uma mesma empresa que compartilharam semelhantes experiências de expatriação. O material transcrito foi submetido à análise de conteúdo. Síntese dos principais resultados: Os modos de circular pela cidade, as atividades rotineiras e de lazer, viagens de turismo, e a valorização da expatriação e a abnegação como modo de ser foram vistos na perspectiva do controle-estimulação. Entrelaçadas e consoantes ao prazo de validade estabelecido, palavras como casa, saudade e família adquiriram outros sentidos em contexto de expatriação. Tais elementos visibilizaram estilos de vida pautados na vida pregressa; no controle; na abnegação; e no prazo de validade estabelecido. Mostraram-se condizentes com a lógica do trabalho imaterial que alcança a vida sem precedentes, requerendo mobilização intelectual e afetiva dos sujeitos às situações que lhes são inéditas, e apontando tanto acirramento de formas de controle e submissão, como liberdades até então aguardadas. Principais considerações/conclusões: Os estilos de vida, comuns a todos os sujeitos, moldaram-se, entrelaçaram-se e intensificaram-se uns nos outros. Produziram- se do embate diário entre as prescrições não normatizadoras e a pluralidade de opções possíveis vivida na expatriação.
Resumen Objetivo: Desarrollar y analizar estilos de vida de los trabajadores expatriados. Originalidad/laguna/relevancia/implicaciones: Se pretenden reconocer estilos de vida inventados o adaptados de la experiencia internacional, y la implicación de la expatriación en tales procesos de restructuración y desestructuración. Principales aspectos metodológicos: Investigación exploratoria de orientación cualitativa. La recogida de datos fue realizada conjuntamente por un grupo de trabajadores de campo así como por los gestores de una misma empresa que compartieron experiencias de expatriación similares. El material transcrito fue sometido a un análisis de contenido. Síntesis de los principales resultados: El modo de circular por la ciudad, las actividades rutinarias y de ocio, el turismo, y las valorizaciones de expatriación y abnegación como modo de ser, fueron analizados desde una perspectiva de control- estimulación. La conexión con el periodo de validez, y palabras como casa, nostalgia y familia adquieren otros significados en el contexto de la expatriación. Tales elementos mostraron estilos de vida pautados en edades tempranas; en el control; en la abnegación y en el plazo de validez establecido. Los resultados fueron acordes con la lógica del trabajo inmaterial lo que adquiere una relevancia sin precedentes. Esta relevancia requiere de una movilización intelectual y afectiva de los sujetos a las situaciones que les son inéditas, remarcando tanto el aumento de las formas de control y sumisión, como las libertades hasta entonces esperadas. Principales consideraciones/conclusiones: Los estilos de vida comunes para todos los participantes, se moldearon, entrelazaron e intensificaron entre sí. Éstos fueron producidos por el impacto diario de las recetas médicas irregulares y de la pluralidad de las opciones vividas en la expatriación.
Contido em Revista de administração Mackenzie. São Paulo. Vol. 17, n. 3 (maio/jun. 2016), p. 39-59
Assunto Auto-gestão
Controle : Administração
Estilo de vida
Expatriação
Trabalho imaterial
[en] Control-stimulation
[en] Expatriation
[en] Immaterial labor
[en] Lifestyles
[en] Self-management
[es] Control-estimulación
[es] Estilos de vida
[es] Expatriación
[es] Gestión personal
[es] Trabajo inmaterial
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/143944
Arquivos Descrição Formato
000997036.pdf (183.3Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.