Repositório Digital

A- A A+

Tratamento de superficies de implantes osseointegráveis em titânio : revisão da literatura

.

Tratamento de superficies de implantes osseointegráveis em titânio : revisão da literatura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento de superficies de implantes osseointegráveis em titânio : revisão da literatura
Autor Stegues, Estevan Marçal da Silveira
Orientador Paris, Marcel Fasolo de
Data 2014
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Especialização em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofaciais.
Assunto Implantacao : Dentes
Osseointegração
Titanio
[en] Cellular response
[en] Dental implants
[en] Implant surface
[en] Osseointegration
[en] Surface treatment
Resumo Um dos fatores determinantes para que ocorra a osseointegração diz respeito à superfície dos implantes dentários. A resposta biológica está diretamente relacionada às propriedades físico-químicas das superfícies. Este estudo objetiva revisar os diferentes tipos de superfícies dos implantes dentários correlacionando-os com taxa de osseointegração, a composição química e a rugosidade da superfície. Observou-se que os implantes com rugosidade superficial possuem maior estabilidade primária e modificam os mecanismos de interação das células com sua superfície em relação aos com superfície lisa. O tratamento da superfície pode ser feito por imersão em ácidos, jateamento, tratamento eletroquímico ou por plasma spray e laser. No tratamento com ácidos, a rugosidade do implante torna-se homogênea, há aumento da área superficial ativa e consequentemente melhora a possibilidade de bioadesão das células. O jateamento pode ser feito com óxido de alumínio, titânio, silício, cloreto de sódio e hidroxiapatita. No tratamento eletroquímico são empregadas soluções ácidas e básicas em diferentes temperaturas que permitem a incorporação de íons de Ca, F e P. Com o tratamento de laser e plasma spray as superfícies apresentam-se com valores elevados de rugosidades, sendo caracterizadas com macrorugosidades. Diferentes superfícies de tratamento devem sem pesquisadas para a melhor indicação de determinado tratamento.
Abstract One of the determining factors for osseointegration to occur with respect to the surface of dental implants. The biological response is directly related to the physicochemical properties of surfaces. This study aims to review the different types of surfaces of dental implants and correlated with rate of osseointegration, the chemical composition and surface roughness. It was observed that the implants have a surface roughness greater primary stability and modifying the mechanisms of interaction with its cell surface compared to a smooth surface. The surface treatment can be done by soaking in acids, sandblasting or electrochemical treatment by plasma spray and laser. In the acid treatment, the surface roughness of the implant becomes homogeneous, no increase in the active surface area and consequently enhances the chance of bioadhesion of cells. The blasting may be done with aluminum, titanium, silicon sodium chloride and hydroxyapatite oxide. In the electrochemical treatment acidic and basic solutions at different temperatures to allow incorporation of ions of Ca, F and P. The laser treatment and plasma spray surfaces are shown, with high levels of roughness, being characterized in macrorugosidades are employed. Different surface treatment must be researched to the best indication of a particular treatment.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/144063
Arquivos Descrição Formato
000942714.pdf (980.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.