Repositório Digital

A- A A+

Colonialidade do poder, colonialidade do saber: análise da bibliografia básica do curso de graduação em Comunicação Social – Jornalismo da UFRGS

.

Colonialidade do poder, colonialidade do saber: análise da bibliografia básica do curso de graduação em Comunicação Social – Jornalismo da UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Colonialidade do poder, colonialidade do saber: análise da bibliografia básica do curso de graduação em Comunicação Social – Jornalismo da UFRGS
Autor Tessler, Nathalia
Orientador Silva, Sergio Baptista da
Co-orientador Quintero Mansilla, Pablo Tibor
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto Currículo
Jornalismo
[en] Alterity
[en] Coloniality
[en] Curriculum
[en] Journalism
Resumo Este trabalho analisa qualitativamente e quantitativamente as leituras da bibliografia básica essencial das disciplinas obrigatórias do curso de comunicação social - habilitação em jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul referentes ao primeiro semestre de 2016. Através das lentes teóricas da Colonialidade do Poder, buscou-se propor uma discussão sobre o caráter eurocêntrico no ensino das ciências sociais latino-americanas. Discute-se o currículo como instrumento de manutenção de sistemas de poder e o jornalismo como um dos caminhos para pautar uma mudança nos paradigmas hegemônicos do sistema-mundo liberal e moderno do ocidente. Através de uma análise qualitativa, foram categorizados 79 textos e 88 autores. Logo após, o corpus catalogado foi ordenado quantitativamente revelando, entre outras variáveis, que 63% dos autores estudados são brasileiros, 35% são europeus ou norte-americanos, 2% de outras nacionalidades e nenhum é proveniente dos demais países latino-americanos. A pesquisa mostrou ainda que todos os 79 textos, mesmo quando levando em conta características do nosso país, tratam dos temas a partir de uma perspectiva local nortenha, mas que é considerada universal. Há 66 autores e 22 autoras, de etnia majoritariamente branca (92%). Conclui-se que a hipótese inicial, de que os estudos de jornalismo da UFRGS tem caráter predominantemente eurocêntrico, foi confirmada.
Abstract This paper analyses both qualitatively and quantitatively the reading material recomended as basic bibliography in mandatory courses of Journalism degree at Federal University of Rio Grande do Sul in the first semester of 2016. By the theoretical view of Coloniality of power, it aimed to propouse a discussion about the eurocentrical inclination in the latin-american social science studies. The curriculum is questioned as an instrument that helps to maintain the sistems of power, and journalism is questioned as one of the avaliable ways to bring a change at the occidental liberal and modern world-sistem paradigms. By qualitatively analysis, 79 texts and 88 autors were categorized. After that, the cataloged corpus was arranged quantitatively, showing among other variables, that 63% of the authors are Brazilian, 35% of them are European or North-americans, 2% are from other places and none are from other latin-american countries, besides Brazil. The research showed that all of the 79 texts, even when considering the Brazilian reality, don’t bring to account the specialties of the area, because they treat the themes and subjects from a Northern but pretending-to-be universal view. There are 66 men autors and 22 women autors, mostly white people (92%). This study concludes that the journalism degree in this University is largely eurocentric, as claimed by the original hypothesis.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/144277
Arquivos Descrição Formato
000998975.pdf (1.958Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.