Repositório Digital

A- A A+

Quando o médico e o literato se encontram: as representações da loucura e do crime em Dyonélio Machado

.

Quando o médico e o literato se encontram: as representações da loucura e do crime em Dyonélio Machado

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Quando o médico e o literato se encontram: as representações da loucura e do crime em Dyonélio Machado
Autor Karls, Cleber Eduardo
Orientador Pesavento, Sandra Jatahy
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Crime na obra de Dyonélio Machado(ficção)
História da loucura
História e literatura
Machado, Dyonélio 1895-1985.
Representações da loucura
Resumo Esta dissertação visa analisar as representações da loucura e do crime na produção profissional e literária do médico psiquiatra, romancista e político, Dyonélio Machado. Para este estudo, utilizamos como fonte de pesquisa os prontuários do Hospital Psiquiátrico São Pedro de Porto Alegre preenchidos pelo literato entre os anos de 1933 e 1942, além de um dos seus principais romances, O Louco do Cati, publicado pela primeira vez em 1942. Trata-se de um trabalho de história cultural e que utiliza a literatura como uma fonte especial para tentar analisar todo um conjunto complexo de relações que envolvem a loucura e o crime. É com a ajuda dos registros feitos por Dyonélio que tentamos compreender as questões que estão relacionadas com a anormalidade e dialogar com as teorias envolvida neste processo, assim como as relações sociais que as caracterizam.
Résumé Cette dissertation vise à analyser les représentations de la folie et du crime dans la production professionnelle et littéraire du médicin psychiatrique, du romancier et de l'homme politique, Dyonélio Machado. Pour cette étude, nous utilisons comme source de recherche les données de l'Hôpital Psychiatrique São Pedro de Porto Alegre relevées par Machado entre 1933 et 1942, et un de ses roman principals, Le Fou du Cati, publié pour la première fois en 1942. Il s'agit d'un travail d'histoire culturelle qui utilise la littérature comme source spéciale pour essayer d'analyser tout un ensemble complexe de relations qui impliquent la folie et le crime. C´est avec l´aide des registres faits par Dyonélio que nous essayons de comprendre les questions qui se rapportent à l'anomalie et de dialoguer avec les théories engagées dans ce processus, ainsi que les relations sociales qui les caractérisent.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14648
Arquivos Descrição Formato
000650021.pdf (709.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.