Repositório Digital

A- A A+

Death over time : brief notes about death and dying in the West

.

Death over time : brief notes about death and dying in the West

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Death over time : brief notes about death and dying in the West
Outro título A morte inscrita no tempo : breves apontamentos sobre a morte e o morrer no Ocidente
Autor Werlang, Rosangela
Mendes, Jussara Maria Rosa
Abstract This literature review deals with death and the changes in its concept and meanings over time, aiming to relate this to the different social organizations and issues that involve individuality and human finitude. It intends to arouse the reflection about this theme respected by all of us, and related to our own contingency. In this sense, the article provides several perspectives through different authors’ voices, seeking to understand how we arrived at this contemporary stage where death must be forgotten at any cost. It is a forbidden subject even inevitably being part of our daily lives, and its guardians must increasingly insure the non-participation and non-involvement of the people. Therefore, understanding the past stages of death, from its proximity to its banishment from the social life, is a necessary condition to analyzing our own end, and the end of our own individuality.
Resumo Esta revisão de literatura trata da morte e das transformações em seu conteúdo e significado ao longo dos tempos, e tem como objetivo relacioná-la às diferentes organizações sociais e às questões que envolvem a individualidade e a finitude humanas. Incita à reflexão acerca de um tema tão caro a todos nós, qual seja, a nossa própria contingência. Nesse sentido, traz perspectivas na voz de diferentes autores, buscando compreender como chegamos à condição contemporânea em que a morte deve ser olvidada a qualquer preço. É assunto interdito, mesmo que inevitavelmente presente na vida cotidiana, cuja blindagem deve assegurar, cada vez mais, a não participação dos indivíduos, o não envolvimento. Destarte, compreender os caminhos percorridos pela morte, da proximidade ao seu banimento da vida social, é condição necessária à análise de nosso próprio fim, de nossa própria individualidade.
Contido em Estudos de psicologia (Campinas). Vol. 31, n. 3 (jul./set.2014), p.437-449.
Assunto Contemporaneidade
Morte
Psicologia social
Serviço social
[en] Death
[en] Finitude
[en] History of death
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/147000
Arquivos Descrição Formato
000985925.pdf (214.2Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.