Repositório Digital

A- A A+

Estudo da competência lexical em espanhol como língua estrangeira : dos documentos oficiais ao ENEM

.

Estudo da competência lexical em espanhol como língua estrangeira : dos documentos oficiais ao ENEM

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da competência lexical em espanhol como língua estrangeira : dos documentos oficiais ao ENEM
Autor Finkenauer, Letícia
Orientador Bevilacqua, Cleci Regina
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM)
Língua espanhola
Língua estrangeira : Ensino
[es] Competéncia lexical
[es] ENEM
[es] Enseñanza de lenguas extranjeras
[es] Habilidades
[es] Lengua española
Resumo Esta dissertação de mestrado se insere na área dos Estudos da Linguagem e tem como finalidade analisar como se apresenta a Competência Lexical (CL) de Espanhol como Língua Estrangeira (E/LE) nos documentos e nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Para atingir este objetivo, analisamos os documentos norteadores do Ensino Médio no Brasil – Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCNEM, 2000), Orientações Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (PCN+, 2002) e as Orientações Curriculares do Ensino Médio (OCEM, 2006) –, a Matriz de Referência para as Línguas Estrangeiras (LEs) do ENEM e as questões de espanhol do ENEM das provas de 2010 a 2015. Portanto, esta pesquisa caracteriza-se como uma pesquisa documental. Fundamentamo-nos teoricamente em autores que discorrem sobre o ensino de E/LE no Brasil, sobre competências e habilidades, principalmente a CL, e sobre avaliação. A partir da análise realizada foi possível constatar que os documentos sugerem que a CL seja ensinada de modo contextualizado, embora careçam de sistematizações para entender quais são as habilidades da CL a serem trabalhadas em sala de aula e a forma como isso deve ser feito. Também constatamos que a Matriz de LE do ENEM prevê a avaliação da CL nas questões de LE. Nesse sentido, foi possível identificar que as habilidades lexicais que conformam a CL foram avaliadas em 11 das 35 questões analisadas. Apesar da falta de sistematização e de orientações concretas nos documentos, consideramos que as provas refletem os aspectos contidos na Matriz e nos documentos analisados no que se refere à CL. Contudo, pensamos que tanto os documentos como a Matriz da prova de LE do ENEM precisam ser reelaborados de modo a incluir outras habilidades constitutivas da CL e de tornar claras as diretrizes para seu ensino. Acreditamos que tal mudança poderia propiciar uma avaliação coerente e plausível com o ensino de qualidade que queremos. Pretendemos que os resultados e a reflexão feita a partir deste trabalho possam oferecer uma compreensão mais aprofundada sobre o ensino do léxico em LE, principalmente em relação ao espanhol, e sobre sua avaliação. Além disso, acreditamos que este trabalho oferece subsídios teóricos para repensar as questões de espanhol no ENEM e, consequentemente, o ensino de espanhol em âmbito nacional.
Resumen Esta tesis de máster se inserta en el área de los Estudios del Lenguaje y tiene como finalidad analizar la Competencia Lexical (CL) en la enseñanza del español como lengua extranjera (E/LE) en Brasil. Nuestro objeto de análisis son los documentos que rigen la enseñanza media en Brasil – Parâmetros Curriculares do Ensino Médio (PCNEM, 2000), Parâmetros Curriculares do Ensino Médio plus (PCN+, 2002) y las Orientações Curriculares do Ensino Médio (OCEM, 2006) -, la Matriz de Referência para Línguas Estrangeiras (LE) do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), además de las cuestiones de español del ENEM de las pruebas de 2010 a 2015. Para realizar estos análisis, nos fundamentamos teóricamente en los autores que discurren sobre la enseñanza de E/LE en Brasil; sobre competencias y habilidades, principalmente la CL y sobre evaluación. Desde el análisis realizado, se ha constatado que los documentos sugieren que se enseñe la CL de manera contextualizada, aunque necesiten sistematizaciones para entender cuáles son las habilidades de la CL que se deben trabajar en las clases y la forma como se debe hacerlo. También constatamos que la Matriz de LE del ENEM prevé la evaluación de la CL en las cuestiones de LE. En este sentido, se ha identificado que se evaluaron las habilidades lexicales que conforman la CL en 11 de las 35 cuestiones analizadas. A pesar de la falta de sistematización y de orientaciones concretas en los documentos, consideramos que las pruebas reflejan los aspectos presentados en la Matriz y en los documentos analizados en lo que se refiere a la CL. Sin embargo, pensamos que se debe reelaborar tanto los documentos como la matriz de la prueba de LE del ENEM a fin de incluir otras habilidades que conforman la CL y de aclarar las directrices para su enseñanza. Creemos que dicho cambio podría propiciar una evaluación coherente y plausible con la enseñanza de calidad que buscamos. Pretendemos que los resultados y la reflexión hecha a partir de este trabajo puedan ofrecer una comprensión más profundizada sobre la enseñanza del léxico en LE, principalmente en relación con el español y sobre su evaluación. Además, creemos que este trabajo ofrece subsidios teóricos para repensar las cuestiones del español en ENEM y, consecuentemente, la enseñanza del español en ámbito nacional.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/147304
Arquivos Descrição Formato
000998736.pdf (5.687Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.