Repositório Digital

A- A A+

A inserção da Guiné-Bissau na União Econômica e Monetária Oeste Africana (UEMOA) : limites e oportunidades para o desenvolvimento socioeconômico do país (1997-2013)

.

A inserção da Guiné-Bissau na União Econômica e Monetária Oeste Africana (UEMOA) : limites e oportunidades para o desenvolvimento socioeconômico do país (1997-2013)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A inserção da Guiné-Bissau na União Econômica e Monetária Oeste Africana (UEMOA) : limites e oportunidades para o desenvolvimento socioeconômico do país (1997-2013)
Autor Rodrigues, Julio
Orientador Pereira, Analúcia Danilevicz
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais.
Assunto Blocos econômicos
Desenvolvimento econômico
Guiné-Bissau
Política externa
Relações internacionais
[en] Guinea-Bissau
[en] Limits and opportunities
[en] UEMOA (WAEMU)
[en] West Africa
Resumo Um dos aspectos mais importantes da nova realidade internacional é a tendência à formação de blocos regionais. A criação dos blocos ao redor do mundo representa uma estratégia de promoção do desenvolvimento para os países da periferia e, sobretudo, para os Estados africanos que são caracterizados por uma história peculiar de marginalização, países com pobreza e miséria dramáticas, ciclos de instabilidades política e militar, sequelas de séculos de explorações promovida por diversas potências. Como forma de resolver parte dos problemas que afetam o continente, os dirigentes africanos acreditam na integração econômica e política como uma das alternativas. Tratando-se dos países do oeste africano, a integração possibilita uma coordenação conjunta na solução dos problemas internos da região e nos desafios da globalização. O objetivo desta tese é de analisar a inserção da Guiné-Bissau na UEMOA. Neste sentido, o trabalho se propõe responder duas perguntas: em que medida a UEMOA pode contribuir para o desenvolvimento econômico e social guineense e quais são as vantagens e as desvantagens da Guiné-Bissau na UEMOA. Ele parte da hipótese de que a referida união é bastante útil para o país lusófono na medida em que oferece um enorme suporte na sua política monetária e fiscal, sem falar na abertura de novos mercados, embora o ciclo da instabilidade política tenha se constituído num dos principais obstáculos para o desempenho guineense no bloco. Ressalta-se que o presente trabalho foi construído com base nas consultas de diversas obras bibliográficas, e também, durante a construção desta tese, viajamos para o referido país que constitui objeto do nosso estudo, onde obtivemos alguns dados primários através do contato que tivemos com diversos dirigentes do país ligado ao tema. Entretanto, conclui-se que a inserção da Guiné na UEMOA aconteceu de forma precipitada sem que houvesse estudos aprofundados. Embora o país, por um lado, tenha alcançado um dos objetivos que é de estabilizar os preços ou controlar a inflação, assim como encontrou, na união, uma importante fonte de financiamento, o BOAD (Banque Ouést Africaine de Dévelopment), para desenvolver, reabilitar e modernizar as suas infraestruturas. Por outro lado, o desempenho guineense naquele bloco tem sido afetado pelo ciclo de instabilidades que tem dificultado a elaboração de uma estratégia que permitiria a obtenção de ganhos, seja por via do comércio internacional ou pela captação do investimento estrangeiro; com isso, o país se tornou dependente dos seus parceiros do bloco.
Abstract One of the most important aspects of the new international reality is the tendency to form regional blocks. The creation of blocks around the world is a development promotion strategy for the periphery countries and, especially to the African states, which are characterized by a peculiar history of marginalization, countries with dramatic poverty and misery, cycles of political and military instabilities, consequences of centuries of explorations promoted by many colonial powers. As a way to solve part of problems that affect the continent, African leaders, believe in economic and political integration as one of the alternatives. Concerning West African countries, the integration enables to joint coordination in solving the internal problems of the region and the challenges of globalization. This thesis aims to analyze the inclusion of Guinea-Bissau in the West African Economic and Monetary Union (WAEMU). Thus, the work aims to answer two questions: to what extent WAEMU can contribute to economic and social development of Guinea-Bissau, and what are the advantages and disadvantages of Guinea-Bissau in the WAEMU. It starts from the assumption that such union is very useful for the Portuguese-speaking country, once it offers a huge support in its monetary and fiscal policy, not to mention the opening of new markets, although the cycle of political instability has been one of the main obstacles to Guinea-Bissau performance in the block. It is noteworthy that this work was done in the basis of research in various literature works, and during the construction of this thesis, we traveled to the country, which is the object of our study, where we obtained some primary data through the contact we had with several leaders of the country related to the subject. However, it is concluded that the inclusion of Guinea - Bissau in WAEMU happened rashly without in depth studies. Although the country on one hand, has achieved one of its goals to stabilize prices and control inflation, as found in union an important source of funding, the BOAD (Banque Ouest Africaine de Development) to develop, rehabilitate and modernize its infrastructure. On the other hand, the performance of Guinea-Bissau in the block has been affected by the instabilities cycle that has hampered the development of a strategy that would allow the development gains, either through international trade or through the capture of foreign investment; with this, the country became dependent on its partners in the block.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/147369
Arquivos Descrição Formato
000998524.pdf (1.708Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.