Repositório Digital

A- A A+

Trabalho e gênero : mulheres na atividade pecuária familiar no município de Encruzilhada do Sul/RS

.

Trabalho e gênero : mulheres na atividade pecuária familiar no município de Encruzilhada do Sul/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho e gênero : mulheres na atividade pecuária familiar no município de Encruzilhada do Sul/RS
Autor Langbecker, Tatielle Belem
Orientador Lopes, Marta Júlia Marques
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Agricultura familiar
Desenvolvimento rural
Encruzilhada do Sul (RS)
Gênero
Mulheres
Pecuária
[en] Family livestock
[en] Rural development
[en] Women
Resumo Este estudo apresenta como objetivo geral conhecer e compreender a situação das mulheres nas atividades de trabalho na pecuária familiar, em áreas rurais no município de Encruzilhada do Sul. A proposta justifica-se por buscar compreender as dinâmicas de vida e trabalho dessas mulheres. Através do conhecimento empírico das dinâmicas vivenciadas na pecuária familiar e fazendo uso de referenciais que tratam da divisão sexual do trabalho, buscou-se o aporte analítico a partir de uma perspectiva de gênero, adotando-se também concepções ampliadas de desenvolvimento rural. A proposta metodológica surge de uma construção qualitativa em que, primeiramente, define-se o objeto de pesquisa, e, na sequência, o método a ser seguido, buscando a compreensão do contexto estudado. As participantes foram identificadas através das indicações realizadas pela Emater do município. Foram disponibilizados dados pertencentes às estatísticas da ação de Inclusão Produtiva do Plano Brasil Sem Miséria no município, o que permitiu a identificação de mulheres inseridas na ação e na pecuária familiar. As entrevistas foram: duas entrevistas-piloto e mais 13 entrevistas no decorrer da pesquisa de campo, ou seja, o total de entrevistas foi de 15. A saturação de dados foi o método utilizado para a definição do número de entrevistadas. As entrevistas foram gravadas e transcritas para as análises, desenvolvidas por meio da análise de conteúdo com auxílio do NVivo8 para a categorização analítica. As unidades de análise dividiram-se em “estrutura de trabalho e dinâmicas familiares” e “vulnerabilidades e violências de gênero”. O primeiro capítulo analítico apresenta um estudo descritivo do perfil das mulheres participantes do Plano Brasil Sem Miséria, enfatizando a inserção destas na pecuária familiar, e do perfil sociodemográfico das participantes da pesquisa. No segundo capítulo analítico, analisa-se a estrutura de trabalho e as dinâmicas familiares, para compreender a situação de trabalho dessas mulheres, através de aspectos que lhes permitem atender tanto a lida doméstica quanto a lida na agricultura e na pecuária. A divisão das atividades de trabalho é realizada de acordo com os recortes de gênero e também de geração. O terceiro capítulo analítico analisa as condições de trabalho que consubstanciam situações de vulnerabilidade e privação de direitos, como por exemplo, a distribuição e destino da renda na propriedade concentrada entre homens e, quando se referencia aos ganhos de mulheres, esses se destinam ao suprimento das necessidades domésticas. A inserção do nome das mulheres nos blocos de notas, a divisão estabelecida entre casa e criação para mulheres (trabalhos leves/feminino) e lavoura para os homens (trabalhos pesados/masculino), o ajudar na agricultura e na pecuária afirmam os destinos de gênero da mulher, conduzem à modernização agrícola aos homens evidenciando os princípios da divisão sexual do trabalho: separação e hierarquização. A pecuária, aprendida a partir do homem (marido, pai, avô), representa orgulho em praticá-la por questões culturais, por ocupar uma posição masculina, refletindo o bem-estar e o desprender-se do doméstico. Assim, a inserção das mulheres na atividade é percebida como um exemplo de empoderamento, sendo este componente para ampliar o entendimento sobre o desenvolvimento rural.
Abstract This study has the main goal to know and understand the situation of women in work activities in family livestock in rural areas in the city of Encruzilhada do Sul. The research has the proposal of understand the dinamic of life and work of these women. Through the empirical knowledge of the dynamics experienced in family farming and making use of references that deal with the sexual division of labor, sought the analytical contribution from a gender perspective, also embraced extended conceptions of rural development. The methodological proposal emerges from a qualitative construction, which, initially, is defined the object of research, and, in sequence, the method to be followed, seeking to understand the context studied. The participants were identified through the indications made by Emater the municipality. Data were made available from the statistics of the “Inclusão Produtiva of Plano Brasil Sem Miséria” of the city, which allowed the identification of women inserted in the action and family livestock. The interviews were: two experimental interviews and 13 more interviews during the field research, totaling 15 interviews. The saturation data was the method used to define the number of interviewed. The interviews were recorded and transcribed for analysis, developed through content analysis with the assistance of NVivo8 for analytical categorization. The units of analysis were divided into "work structure and parental dynamics" and "vulnerabilities and gender violence". The first analytical chapter presents a descriptive profile study of women participating in the “Plano Brasil Sem Miséria”, emphasizing the inclusion of these in family livestock, and socio-demographic profile of women participating in the survey. In the second analytical chapter analyzes the structure of work and family dynamics, to understand the work situation of women through aspects that allow meet both the housework as in agriculture and livestock. The division of work activities are performed according to gender and also generation. The analytic third chapter looks at working conditions that embody situations of vulnerability and deprivation of rights, such as the distribution and destination of income on the concentrated ownership between, and when reference is to women's profit, they are meant to supply domestic needs. The inclusion of the name of women in notepads, the established division between home and creation for women (light labor/ feminine) and agriculture for men (hard labor/male), help in agriculture and livestock, affirmed the woman's gender destinations, leading to agricultural modernization to men, and highlights the principles of sexual division of labor: separation and hierarchy. Livestock, learned from the man (husband, father, grandfather), represents proud to practice it for cultural reasons, for occupying a man's position, reflecting the well-being and loosen up of the domestic. So the insertion of women in the activity is perceived as an example of the empowerment being this component to enlarge the understanding of rural development.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/147431
Arquivos Descrição Formato
000998937.pdf (978.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.