Repositório Digital

A- A A+

A relação professor-aluno-conhecimento nos anos iniciais do ensino fundamental : possibilidades de ser homem e professor no mundo contemporâneo

.

A relação professor-aluno-conhecimento nos anos iniciais do ensino fundamental : possibilidades de ser homem e professor no mundo contemporâneo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A relação professor-aluno-conhecimento nos anos iniciais do ensino fundamental : possibilidades de ser homem e professor no mundo contemporâneo
Autor Farias, Everton Rodrigues
Orientador Filho, Gabriel de Andrade Junqueira
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Conhecimento
Ensino fundamental
Relação professor-aluno
Resumo Esta investigação, de abordagem qualitativa, é um estudo de caso e diz respeito aos desafios e aos esforços para, na condição de estagiário do curso de Pedagogia, portanto, como homem e professor, produzir e desenvolver a relação pedagógica junto a uma turma de crianças de Ensino Fundamental, na faixa etária entre nove e dez anos, de uma escola pública de Porto Alegre. Metodologicamente, selecionei para análise quatro aspectos e situações que considerei mais importantes para a elaboração da resposta à minha pergunta de pesquisa, a saber: Como um professor, do sexo e do gênero masculino, se organizou para se aproximar, produzir e desenvolver relações junto a uma turma de alunos e alunas do quarto ano do Ensino Fundamental? A pesquisa tem como objetivo, portanto, analisar-me como professor de um grupo de crianças do Ensino Fundamental, e compreender, dialogando com a bibliografia consultada, de que maneira fui estabelecendo minha relação com elas e com o conhecimento que mediava nossa relação; de que maneira fui me apresentando a elas, sendo conhecido por elas e me conhecendo como homem e professor. Como base teórica, inspirei-me nas obras de Gabriel de Andrade Junqueira Filho, Madalena Freire, Cecília Warschauer, entre outros autores que me ajudaram a refletir sobre as relações professor-aluno-conhecimento e sobre o que é ser professor homem no mundo contemporâneo. Meus estudos me levam a concluir que, como homem e professor, utilizei, incentivei e valorizei as representações das crianças como instrumentos de comunicação para perceber como elas leem o mundo e nele atuam (FREIRE, 1983). Identifiquei as possibilidades de ser um homem e um professor que busca o conhecimento, ou seja, (re)constrói coletivamente com as crianças o conhecimento, ao invés de transmiti-lo aos seus alunos; de me apresentar e funcionar como um adulto atípico (CORSARO, 2005) que interage dialogando com as crianças sem me impor ou querer controlar autoritariamente suas atitudes e interações entre pares e comigo. Dessa forma, a pesquisa infere que é possível produzir e desenvolver a relação professor-aluno-conhecimento sem a verticalidade da figura do professor e que os desafios enfrentados por mim na relação com os alunos, na condição de professor homem, provavelmente seriam os mesmos enfrentados por uma professora mulher.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/147820
Arquivos Descrição Formato
000999488.pdf (574.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.