Repositório Digital

A- A A+

Prevenção de oftalmia neonatal no nascimento : discussão para mudança da prática

.

Prevenção de oftalmia neonatal no nascimento : discussão para mudança da prática

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Prevenção de oftalmia neonatal no nascimento : discussão para mudança da prática
Autor Linhares, Joelza Celesílvia Chisté
Orientador Bonilha, Ana Lúcia de Lourenzi
Data 2016
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Especialização em Enfermagem Obstétrica.
Assunto Conjuntivite
Doenças sexualmente transmissíveis
Oftalmia neonatal
Recém-nascido
[en] Conjunctivitis
[en] Ophthalmia neonatal
[en] Sexually transmitted disease
[en] Silver nitrate
Resumo Trata-se de um estudo do tipo revisão integrativa (RI). Este método reúne achados obtidos de outras pesquisas sobre o mesmo tema, com o objetivo de sintetizar e analisar os dados obtidos, desenvolvendo uma explicação mais abrangente do fenômeno estudado. Objetivou-se conhecer a literatura sobre quais os fármacos são utilizados para a prevenção da oftalmia neonatal no momento do nascimento do recém-nascido. Foram utilizadas as bases de dados LILACS, CINAHL, Medline e biblioteca eletrônica SCIELO. Os critérios de inclusão foram: artigos originais publicados entre os anos de 2005 a 2015; disponíveis online; gratuitos, completos; em português, inglês e espanhol e que contextualizassem a prevenção de oftalmia neonatal. Compuseram a amostra sete artigos. Vitelinato de prata, eritromicina e iodopovidona foram os fármacos mais estudados. Nitrato de prata é citado em pesquisa desenvolvida no Brasil. Iodopovidona foi avaliada em três estudos. Em dois estava associado a conjuntivite química; mostrou-se menos eficaz na prevenção da oftalmia neonatal, quando comparada a cloranfenicol e tetraciclina. Vitelinato de prata mostrou-se ineficaz contra Chlamydia trachomatis. É utilizado como profilaxia para oftalmia neonatal, mas não há recomendação para seu uso com esta finalidade pelas instituições de saúde pública do Brasil. Eritromicina se mostrou menos eficaz na prevenção da oftalmia neonatal, quando comparada a solução salina ou colírio de betadine 2,5%. Nitrato de prata é utilizado na prevenção da oftalmia neonatal por 86% das unidades neonatais da cidade de São Paulo, sendo sua utilização obrigatória por lei. Cinco pesquisas avaliaram a flora da conjuntiva dos recém-nascidos, nenhuma encontrou a bactéria Neisseria gonorrhoeae e três encontraram Chlamydia trachomatis nas amostras avaliadas. Com este estudo foi possível evidenciar que não existe um consenso sobre qual seria o fármaco de melhor escolha para prevenção da oftalmia neonatal. Todavia, fica evidente a necessidade de se discutir mudanças nas práticas atuais. A proposta de intervenção será a realização de um seminário onde o assunto central será a oftalmia neonatal. Neste seminário serão apresentados os resultados desta RI, que darão subsídios para a discussão das práticas atuais sobre a prevenção da oftalmia neonatal.
Abstract It is a study of the type integrative review (RI). This method meets obtained findings of other studies on the same topic, with the aim of synthesizing and analyzing data, developing a more comprehensive explanation of the phenomenon studied. This study aimed to know the literature on which drugs are used for the prevention of neonatal ophthalmia at the time of the newborn's birth. databases were used LILACS, CINAHL, Medline and SCIELO electronic library. Inclusion criteria were: original articles published between the years 2005-2015; available online; free, complete; in Portuguese, English and Spanish and contextualizassem the prevention of neonatal ophthalmia. The sample consisted of seven articles. Silver vitelinate, erythromycin and povidone iodine were the most studied drugs. Silver nitrate is cited in research developed in Brazil. Povidone-iodine were evaluated in three studies. In two was associated with chemical conjunctivitis; It was less effective in prevention of ophthalmia neonatorum compared to chloramphenicol and tetracycline. Silver vitelinate proved ineffective against Chlamydia trachomatis. It is used as prophylaxis for neonatal ophthalmia, but there is no recommendation for its use for this purpose by public health institutions in Brazil. Erythromycin was less effective in prevention of ophthalmia neonatorum, when compared to saline or 2.5% eye drops betadine. Silver nitrate is used in the prevention of ophthalmia neonatal by 86% of neonatal units in São Paulo, and its use is required by law. Five studies evaluated the flora of the conjunctiva of the newborns, none found the bacteria Neisseria gonorrhoeae and Chlamydia trachomatis three found in the samples evaluated. With this study, we show that there is no consensus on what would be the best choice of drug for prevention of neonatal ophthalmia. However, it is evident the need to discuss changes in current practices. The proposed intervention will be conducting a seminar where the main topic will be the neonatal ophthalmia. This seminar will present the results of RI, which will provide subsidies for discussion of current practices on the prevention of neonatal ophthalmia.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/147944
Arquivos Descrição Formato
001001239.pdf (431.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.