Repositório Digital

A- A A+

Análise de um modelo hiperelástico para um material compósito a partir das propriedades de seus materiais bases, suas frações volumétricas e orientações de suas fibras

.

Análise de um modelo hiperelástico para um material compósito a partir das propriedades de seus materiais bases, suas frações volumétricas e orientações de suas fibras

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise de um modelo hiperelástico para um material compósito a partir das propriedades de seus materiais bases, suas frações volumétricas e orientações de suas fibras
Outro título Estudo de um modelo para material compósito hiperelástico a partir das propriedades dos materiais-bases, suas frações volumétricas e orientações de suas fibras
Outro título Study of a model for hyperelastic composite material from the base-material properties, their volume fraction and orientation of fibers
Autor Kaiser, Lucas Batista
Orientador Marczak, Rogerio Jose
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Mecânica.
Assunto Engenharia mecânica
[en] Anisotropy
[en] Composite materials
[en] Hyperelasticity
[en] Rule of mixtures
[en] Volume fraction
Resumo Utilizando-se um material encontrado na industria, formado por uma matriz elastomérica com dupla orientação de fibras de náilon, foi feito um estudo de seu comportamento mecânico, bem como de seus constituintes para avaliar se a teoria de misturas poderia ser aplicada ao compósito. Foram realizados ensaios mecânicos de tração em corpos de prova do compósito nos angulos de fibra de -33°, 0° e 57°, bem como individualmente no elastômero e nas fibras de náilon. Também foi feito um estudo em sua anisotropia e proposto um modo de relacionar as constantes das equações de energia de deformação com as constantes dos ensaios nas diferentes orientações do compósito. Os resultados apontam para a impossibilidade do uso da fração volumétrica para caracterizar o compósito estudado. O modelo de Yeoh modificado para acomodar anisotropia mostrou bons resultados, mas o de Ogden não.
Abstract Departing from a material used in industry, formed by an elastomeric matrix reinforced with nylon fibers, a study of the mechanical behavior of the composite was carried auto to check if the rule of mixtures could be used to characterize the material. Tensile testing were carried out for the matrix material, the fiber material, as well as the composite material at -33°, 0° and 57°. An attempt to relate the constitutive constants of the strain energy function to the anisotropy of the composite was made. Results showed that the rule of mixtures cannot be used for the intended purpose. The constitutive model of Yeoh was successfully modified to capture the anisotropy, but the Odgen model modified in the same way failed.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/148044
Arquivos Descrição Formato
001001127.pdf (1.733Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.